Estimativa da ANTF é baseada em caso de sucesso da renovação de concessões para as operadoras de transporte de carga

A repactuação antecipada dos contratos de algumas concessionárias de ferrovias e os investimentos viabilizados nos novos contratos pode significar um salto no volume de cargas transportadas, até 2026, de 550,6 milhões à 709,1 milhões de TU (toneladas úteis). A estimativa é da Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários (ANTF) que leva em conta os investimentos globais da iniciativa privada de R$ 25 bilhões até 2023.

“As ferrovias de carga têm papel essencial no comércio exterior brasileiro e contam com uma participação crescente no volume transportado anualmente. Mais de 98% dos minérios chegam aos portos pelos trilhos, por exemplo. A integração do sistema permite a competitividade do minério de ferro no mercado externo, contribuindo para o saldo positivo da balança comercial e, por consequência, impactando positivamente o PIB do País”, afirma o diretor executivo da ANTF, Fernando Paes.

Adicionalmente, o estudo da entidade aponta também que esses investimentos possam gerar quase 38 mil postos de trabalho na construção civil e mais 3,5 mil na indústria ferroviária nacional, entre diretos e terceirizados. “Está mais do que evidente que a conclusão desse processo de prorrogação é do interesse tanto das empresas concessionárias quanto do interesse público – da sociedade e do Governo Federal”, ressalta Paes.

O diretor executivo da ANTF é uma das presenças aguardadas na NT Expo – 20ª Negócios nos Trilhos, principal encontro de negócios do setor de transporte metroferroviário da América Latina, acontece de 7 a 9 de novembro no Expo Center Norte e irá reunir fornecedores nacionais e internacionais, operadoras de carga e passageiros, especialistas, associações e representantes públicos.

Veja também  Em 2017, PIB do agronegócio mineiro recua quase 6%

“Para nós, a realização da NT Expo 2017 representa uma oportunidade singular para ampliar o debate sobre o transporte ferroviário de cargas no Brasil e no mundo. O evento oferece o espaço adequado para que a ANTF possa colocar em pauta questões que envolvem, e impactam, a complexa infraestrutura logística brasileira – e, ao lado de grandes empresas e entidades representativas nacionais e internacionais, buscar novas e mais eficientes soluções para o país”, conclui Paes.

Números do setor – O diretor executivo da ANTF avalia que o modelo de negócios, vinte anos após a concessão das ferrovias à iniciativa privada é bem sucedido quando analisados os números do setor. “De 1997 a 2016, houve um aumento de 148% na produção das ferrovias, chegando a 341 bilhões de TKU no ano passado. O crescimento na movimentação (em TU) saltou 117,9%, alcançando 503 milhões – marca inédita para o setor. No transporte de contêineres, multiplicamos em 128 vezes a quantidade transportada desde o primeiro ano de concessão, com nada menos que 442.100 TEUs em 2016”, explica Paes.

Ele, salienta também, a redução de 85% no índice de acidentes em na malha no ano passado, período em que os acidentes ferroviários representaram menos de 1% do total dos acidentes em transportes. “Em 60% dos acidentes ferroviários não houve fatalidades”, finaliza.

Sobre a NT Expo – 20ª Negócios nos Trilhos 2017 – http://www.ntexpo.com.br/pt/
Principal encontro de negócios do setor de transporte metroferroviário da América Latina, a NT Expo reúne os mais renomados fornecedores, formadores de opinião e players dos segmentos de carga e passageiro, nacionais e internacionais. O evento consolidou-se como plataforma de geração de negócios, networking e melhores práticas. Em 2016, a NT Expo reuniu cerca de 100 marcas e atraiu por volta de 5.000 profissionais do setor. Em 2017, o evento acontece de 07 a 09 de novembro, das 13 às 20 horas, no Expo Center Norte, em São Paulo (SP).

Veja também  Preço para transportar soja em MT sofre variação da tabela de frete

Por ANTF

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: