Geral

Trump diz que Justiça deveria “resgatar” Brett Kavanaugh

Donald Trump, convocou seu Departamento de Justiça no domingo (15) para “resgatar” o juiz da Suprema Corte Brett Kavanaugh, depois que o New York Times publicou um trecho de um novo livro detalhando alegações de má conduta sexual contra Kavanaugh, fato que ele havia negado anteriormente.

O trecho de “The Education of Brett Kavanaugh: An Investigation”, escrito pelos repórteres do Times Robin Pogrebin e Kate Kelly, revisita uma alegação levantada durante o processo de confirmação da justiça da Suprema Corte em 2018. Essa alegação de Deborah Ramirez acusou Kavanaugh de se expor a ela em uma festa quando ele era calouro em Yale, de acordo com uma publicação publicada no The New Yorker . Kavanaugh negou repetidamente a alegação .

Trump twittou no domingo que Kavanaugh “deveria começar a processar pessoas por difamação, ou o Departamento de Justiça deveria ajudá-lo”. (O presidente inicialmente digitou incorretamente a palavra “difamação” antes de excluir o tweet e corrigir a palavra em um tweet subsequente.).

Ao nomear Kavanaugh, Trump aproveitou uma rara oportunidade de solidificar uma maioria conservadora por uma geração na Suprema Corte.

O presidente e aqueles que trabalharam para colocá-lo no banco agora estão esperando para ver se seus cálculos estavam corretos e para ter uma noção de quão longe e quão rápido a maioria conservadora se moverá.

Brett Kavanaugh

A Suprema Corte não retornou o pedido da CNN para comentar domingo sobre Kavanaugh. A escolha do presidente para a Suprema Corte enfrentou alegações de má conduta sexual que ameaçaram atrapalhar sua confirmação em 2018.

Em 2018, quando perguntado sobre os hábitos de consumo do juiz Kavanaugh durante uma entrevista coletiva, Trump disse que achava que suas respostas durante a audiência foram “excelentes”. “Ele teve um pouco de dificuldade, falou sobre coisas que aconteceram quando bebeu”, disse Trump. “Este não é um homem que disse que era perfeito com relação ao álcool“.

Veja o momento da coletiva

*Com informações da CNN, BBC e CBS

Etiquetas
Continuar lendo

Comente esta matéria

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar