Os preços do trigo em grão e dos derivados estão em alta no mercado interno, influenciados pela retração de triticultores brasileiros e pela maior demanda doméstica

 

Além disso, a diminuição no ritmo das importações, devido ao câmbio elevado, também impulsiona os valores internos do grão. Diante das recentes altas, os atuais preços médios no Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo e Santa Catarina são os maiores da série do Cepea, iniciada em 2004, em termos nominais.

Quanto aos derivados, as negociações têm sido pontuais. Moinhos consultados pelo Cepea relatam que as entregas continuam atrasadas e, por isso, agentes têm limitado o fechamento de novos lotes. Ainda assim, a baixa oferta de trigo mantém os preços dos derivados em alta. 

Fonte: Cepea

Veja também  Café: cotações do arábica voltam a cair na Bolsa de NY nesta 5ª feira

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.