Geral

Tempestades deixam seis mortos na Espanha

Tempestades no sul da Espanha deixaram ao menos seis mortos neste fim de semana. Milhares de pessoas foram retiradas das casas depois que o Rio Segura transbordou, influenciado pelas chuvas torrenciais, em nível recorde, que caem no sudeste do país desde a última quinta-feira (12).

Os estragos, provocados tanto pelas chuvas como pelas inundações, são vários. O presidente do país, Pedro Sánchez, visitou as áreas mais afetadas, em Alicante e Múrcia. Nas regiões de Múrcia e Valencia, mais de mil militares foram descolados para ajudar.

Madri, a capital do país, também é uma das cidades atingidas. Já na cidade de Arganda del Rey, que fica a menos de 30 quilômetro da capital, os moradores passaram o domingo (15) retirando a lama de casas e lojas. Esta é a segunda vez em menos de um mês que a cidade é atingida por fortes chuvas.

A agência nacional de meteorologia espanhola manteve o estado de alerta em nível 3, numa escala que vai até 4, para diversas áreas do centro e do sul da Espanha. No fim da noite deste domingo (15), a região de Madri permanecia em “risco importante” em relação as chuvas.

*Com informações do repórter Afonso Marangoni

ABRALEITE
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo