Pela segunda semana consecutiva, os valores da carne suína e do animal vivo estão em alta no mercado brasileiro, de acordo com levantamento do Cepea

 

A demanda mais aquecida – devido ao recebimento dos salários, das temperaturas mais baixas e também do Dia dos Pais – elevou a liquidez interna na primeira quinzena de agosto e, consequentemente, os preços da carne e do animal.

No caso do mercado independente de suíno vivo, quase todas as praças acompanhadas pelo Cepea registraram fortes elevações nas cotações nessa primeira metade do mês. Segundo colaboradores do Cepea, além da demanda firme, o movimento de alta também se deve à restrição na oferta de animais mais pesados.

As dificuldades vivenciadas pelo no setor suinícola nos últimos meses têm levado alguns produtores a encerrarem a produção, o que pode ter influenciado a menor oferta de animais nas últimas semanas.

Fonte: Cepea

Veja também  Boi Gordo: cotações seguem com preços firmes ante feriado

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.