O mercado da soja dá continuidade às baixas da última sessão e segue trabalhando em queda nesta sexta-feira (14) na Bolsa de Chicago. Os preços, por volta de 7h55 (horário de Brasília), recuavam entre 5,75 e 6,25 pontos, com o janeiro/19 sendo cotado a US$ 9,01 e o maio/19 valendo US$ 9,27 por bushel.

Segue a pressão da guerra comercial entre China e Estados Unidos. As últimas notícias de que a nação asiática voltou a comprar soja no mercado norte-americano chegaram, porém, sem a força que o mercado esperava e frustraram os traders.

Dessa forma, as cotações corrigem o avanço das últimas sessões – em um movimento que foi iniciado ontem com mais força, com os preços perdendo mais de 10 pontos – e agora espera pelas próximas informações. A disputa, no entanto, permanece como principal fator de atenção dos participantes do mercado neste momento.

As exportações norte-americanas, afinal, continuam apresentando números baixos e que também limitam a retomada das cotações. De acordo com os últimos números do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), em todo o ano comercial 2018/19 as vendas de soja somam 24.490,7 milhões de toneladas, contra mais de 37,6 milhões do mesmo período do ano anterior.

“Desde o início de setembro (começo do ano comercial 18/19) os estadunidenses venderam apenas 1,5 MT de soja para entrega na China, enquanto que no mesmo período em 2017 já haviam sido contratadas quase 17 MT para o mesmo destino”, explicam os consultores da ARC Mercosul em seu boletim diário.

Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.