As condições climáticas voltam a preocupar agentes de mercado na América do Sul, de acordo com informações do Cepea

No Rio Grande do Sul e na Argentina, é o baixo volume de chuvas que está no foco das atenções, enquanto o excesso de precipitações eleva as atenções nos demais estados do Centro-Sul do Brasil.

Enquanto isso, segue firme a demanda externa pela oleaginosa brasileira e norte-americana, com registros de maiores efetivações nessa sexta-feira, 19. Nesse cenário, os preços internos estão firmes. O Indicador ESALQ/BM&FBovespa da soja Paranaguá (PR) avançou 1% entre 12 e 19 de janeiro, a R$ 71,85/saca de 60 kg na sexta-feira, 19. O Indicador CEPEA/ESALQ Paraná avançou ligeiro 0,4% no mesmo comparativo, a R$ 67,14/sc de 60 kg na sexta.

Fonte: Cepea

Veja também  Soja cai com Dólar em alta

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: