Os recuos nos valores externos, a desvalorização do dólar frente ao Real, a menor liquidez e estimativas indicando maior produção no Brasil resultaram em forte queda nos preços domésticos do complexo soja

 

Diante disso e também da indefinição dos fretes mínimos, muitos produtores consultados pelo Cepea se afastaram do mercado, preferindo deixar o remanescente da safra estocado. Vale ressaltar que boa parte da safra já havia sido negociada até o final de maio.

Segundo levantamento do Cepea, entre 8 e 15 de junho, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa da soja Paranaguá (PR) recuou significativos 3,8%, a R$ 83,52/saca de 60 kg nessa sexta-feira, 15. No mesmo comparativo, o Indicador CEPEA/ESALQ Paraná teve expressiva queda de 3,2%, a R$ 77,04/sc de 60 kg no dia 15.

Fonte: Cepea

Veja também  Milho: mercado sobe nesta 5ª em Chicago e toca patamar mais alto em um mês

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: