A forte alta do dólar nos últimos dias gerou expectativas de valorização da soja no Brasil, tendo em vista que o câmbio elevado favorece as exportações

 

No entanto, segundo pesquisadores do Cepea, as quedas nos valores do grão na CME Group (Bolsa de Chicago) e dos prêmios de exportação brasileiros limitaram os aumentos dos preços da oleaginosa no mercado doméstico. Com isso, vendedores optaram por não negociar a preços menores, reduzindo a liquidez interna. A moeda norte-americana subiu expressivos 3,9% entre 11 e 18 de maio, indo para R$ 3,74 na sexta-feira, 18, o maior valor desde março de 2016.

Nesse período, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa da soja Paranaguá (PR) e o Indicador Paraná subiram ligeiro 0,5%, a R$ 85,82 e a R$ 80,29/saca de 60 kg, respectivamente, na sexta-feira, 18.

Fonte: Cepea

Veja também  Soja: Inicia semana com variações limitadas em Chicago

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: