Após as baixas intensas registradas no pregão anterior, os futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago passam pelo chamado “turnaround tuesday”, ou a “terça-feira da virada”, com o mercado trabalhando em campo positivo, apesar das altas serem bastante tímidas

As cotações, perto de 07h15 (horário de Brasília), subiam entre 0,75 e 2 pontos, com o janeiro/18 valendo US$ 9,75 e o maio/18 sendo cotado a US$ 9,96 por bushel.

O foco do mercado permanece, neste momento, sobre dois fatores essenciais, segundo explicam os analistas e consultores: clima na América do Sul e dólar. E ambos têm exercido alguma pressão sobre não só a soja, mas as commodities agrícolas de uma forma geral.

Ainda de acordo com os executivos, até que o mercado internacional veja um problema efetivo e grave no quadro climático sul-americano, que possa trazer alguma ameaça real ao potencial da safra 2017/18, deverá seguir seu movimento lateral.

E nesta manhã desta terça, os preços ainda vêm um ligeiro recuo do dólar index, que perdia 0,18%, por volta de 07h45 (Brasília), para 94,23 pontos.

Fonte: Notícias Agricolas

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: