O Sistema Famato lançou na manhã de quinta-feira (12/04), na Intercorte 2018 etapa Cuiabá, a Cartilha do Produtor – Brucelose. Serão distribuídos 13 mil exemplares, com um layout moderno e ilustrações didáticas em 56 páginas.

A cartilha traz para o produtor rural informações de prevenção e combate à brucelose – doença contagiosa nos bovinos que também causa danos graves à saúde humana.

A cartilha aborda os mecanismos de ação da brucelose, a prevalência da doença no estado de Mato Grosso, combate à brucelose na propriedade de forma estratégica, a análise econômica para controle da doença e outros assuntos.

O vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) e coordenador geral da cartilha, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, explica que o objetivo da cartilha é demonstrar as estratégias a serem implementadas para que o controle da brucelose nas propriedades seja avançado e, consequentemente, em todo o território mato-grossense.

Segundo Castro, em breve o Indea-MT lançará a revisão do Programa Estadual de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose Bovina (PECEBT) e, consequentemente, o assunto tem gerado expectativas e dúvidas nos produtores rurais e profissionais de saúde animal.

Conforme o analista de Pecuária da Famato e responsável por parte do conteúdo da publicação, Marcos de Carvalho, o objetivo é fazer com que o tema, que é muito importante para o produtor rural e para toda a pecuária mato-grossense, seja levado a todos em uma linguagem simples e de fácil entendimento.

Além da Cartilha do Produtor – Brucelose, o Sistema Famato e os parceiros do projeto pretendem lançar uma campanha, prevista para acontecer em novembro deste ano, para incentivar a vacinação de cobertura nas novilhas utilizando a RB51 como uma nova estratégia.

Outro projeto em andamento, com o apoio do Serviço Nacional da Aprendizagem Rural (Senar-MT), é a elaboração da “Cartilha do Vacinador”.

Veja também  Vacas da Dinamarca fazem dança engraçada após meses de confinamento

Segundo o vice-presidente da Famato, o Senar-MT vai ser fundamental para o processo de capacitação dos vacinadores. “A entidade vai preparar e formar os vacinadores, visto que a vacina não deve ser feita por pessoas despreparadas e sem a responsabilidade técnica do médico veterinário, pois a vacina é feita com a bactéria viva da brucelose e pode contaminar o ser humano. A ideia é que somente os vacinadores certificados pelo Senar possam atuar. A Cartilha do Vacinador irá auxiliar na formação desses profissionais”, informou.

Realização – A cartilha é uma publicação do Sistema Famato com patrocínio do Fundo Emergencial de Saúde Animal do Estado de Mato Grosso (Fesa-MT) e apoio do Comitê Consultivo Estadual de Controle e Erradicação da Brucelose, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Instituto de Defesa Agropecuária (Indea), Sindicato das Industrias de Frigoríficos do Estado de Mato Grosso (Sindifrigo-MT), Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV-MT), Faculdade de Medicina Veterinária (Favet) e Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ).

Clique aqui e baixe a Cartilha do Produtor – Brucelose completa

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: