Show Safra BR 163 agrega à sua programação uma cadeia produtiva que tem participação de 28% no Valor Bruto da Produção de Mato Grosso

Este ano, o Show Safra BR 163 agrega à sua programação uma cadeia produtiva que tem participação de 28% no Valor Bruto da Produção (VBP) de Mato Grosso (dados Imea). A bovinocultura, acompanhada da criação de aves e da suinocultura estão entre as principais consumidoras da produção de milho e soja no estado, setores responsáveis por 61% do VBP mato-grossense.

O presidente da Fundação Rio Verde, realizadora do evento, Marino Franz, reafirma que o Show Safra BR 163 é um evento com dimensões nacionais e que sempre teve como intuito agregar toda a cadeia do agronegócio. “Assim como a agricultura, a cadeia de produção de proteína animal está presente em toda a extensão da BR 163. Em torno de 15% da nossa estrutura e programação serão voltadas para esse segmento nesta edição, com discussões relacionadas a mercados, tecnologias, equipamentos, sanidade animal entre outros temas pertinentes a estes setores”, declara Franz.

Cerca de 150 mercados são importadores da carne de frango brasileira. Aproximadamente 4 milhões de toneladas do produto são embarcadas para exportação anualmente. De acordo com o diretor executivo da Associação dos Produtores de Proteína Animal (Appa) de Mato Grosso, Pablo Artifon, em torno de 60% da alimentação das aves no estado vem da cadeia primária do agro, que é a agricultura (soja e principalmente o milho). “É uma forma também do evento mostrar a verticalização da cadeia do agro, a industrialização dos grãos e como um segmento agrega ao outro. Avaliamos desde já como uma iniciativa bastante assertiva da Fundação, com discussões que, com certeza, irão agregar muito aos produtores do nosso segmento”, observa Artifon.

Veja também  Novacki busca ampliar mercado de produtos do agronegócio com Irã

A suinocultura exporta 21% de sua produção estadual, com um rebanho de 2,5 milhões de cabeças, sendo que 82% dos abates são realizados na região médio norte. Para o diretor executivo da Associação dos Criadores de Suínos de Mato Grosso (Acrismat), Custódio Rodrigues de Castro Junior, o potencial de expansão do rebanho suíno está justamente embasado nos números da produção de soja e milho do estado. “Conseguimos cada vez mais agregar valor ao nosso produto. São cadeias que caminham juntas. É um setor tecnificado, com representatividade econômica muito forte. Em 2017, empregamos, diretamente, mais de 9 mil pessoas. O Show Safra irá nos permitir discutir mais amplamente todas as questões ligadas ao segmento, inclusive as de mercado, as quais no atual momento exigem um olhar mais atencioso”, conclui Junior.

As novas práticas agropecuárias, como Integração Lavoura-Pecuária e a suplementação alimentar de animais, aproximaram ainda mais a agricultura da pecuária de corte e, para muitos produtores, hoje são atividades complementares. Na última década, o rebanho bovino mato-grossense registrou um aumento de 12,4%, passando de 25,7 milhões para 29,6 milhões de animais. Presente entre os palestrantes, o diretor executivo da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Luciano Vacari, acrescenta que a instituição irá apresentar dados que demonstram o aumento de produtividade da atividade, resultados possíveis por meio da implantação de tecnologias. “Outro ponto a ser abordado durante o Show Safra 2018 será a utilização de subprodutos da agricultura, como é o caso do DDG, como fonte proteica na alimentação de bovinos de corte. O DDG é um derivado da fabricação de etanol a partir do milho que possui excelente aproveitamento nutricional pelos bovinos”, complementa Vacari.

Veja também  Autorizados aquisição de arroz e leilões de milho

Confira a programação do Show Safra BR 163.

Dia 20/03 – Terça Feira

08h – Abertura dos Portões

09h – Auditório: Mesa Redonda – Bovinocultura – Acrimat

Evolução da produção de carne bovina em Mato Grosso – Luciano de Souza Vacari – Diretor Executivo da Acrimat

Eficiência do DDG na alimentação de bovinos de corte – Prof. Dr Ricardo Andrade Reis – UNESP Jaboticabal

Case Novapec – Dr Welton Batista Cabral – II – Case Fazenda Santo Antônio do Jauru – Amarildo Merotti – Cáceres

13h – Auditório: Mesa Redonda – Desafios para o controle de doenças

Carlos Forcelini – UPF

Luis Henrique Carregal – FESURV

17h30 – Ferrovias: A solução logística para Mato Grosso – Guilherme Quintela

18h – Ato Solene de Abertura

Dia 21/03 – Quarta-feira

08h – Abertura dos Portões

09h – Auditório: Mesa Redonda – Avicultura – BRF/APPA

Controle de Salmonella em Frangos de corte – Marcos Dae Pra BRF

Ambiência em Frango de corte – Rafael Castro – BRF

Produção de frango Sem Antibióticos – João Mitter – BRF

Uso de alimentos alternativos na produção de Frangos – BRF

13h – Auditório: Mesa Redonda – Avanços e desafios no manejo de plantas daninhas

Fernando Adegas – Embrapa/Londrina

Ruben de Oliveira Jr. – UEM/Maringá

19h – As explicações do Brasil – Marco Antônio Villa – CBN/Jovem Pan

Dia 22/03 – Quinta- feira

08h – Abertura dos Portões

09h – Auditório: Mesa Redonda – Suinocultura – Acrismat

Tendências no Mercado da Carne Suína – Jurandi Machado

Gestão Ambiental na Suinocultura – Limite de uso e sistema de monitoramento – Marco Santos

Veja também  Safra brasileira de café conilon crescerá 27%

Sanidade Suídea e Gestão na Embrapa – Janice Zanella

13h – Auditório: Mesa Redonda – Impacto do uso de biotecnologias no manejo de pragas.

Silvestre Bellettini – UENP

Germison Tomquelski – Fundação Chapadão

18h – Do Milho ao Plástico Biodegradável: Os avanços na Biotecnologia. – Henrique Ubrig – FS Bioenergia

19h – “Como as máquinas aprendem?” – Fabio Gandour – IBM

Dia 23/03 – Sexta-feira

07h30 às 11h – Auditório Amazônia: V Fórum Agricultura Familiar

Criação de pequenos Animais – Natasha Caminha – Empaer/MT

Mandioca: Cultura e Agroindustrialização – Lindelzi Lima – Empaer/MT

Cooperando para o desenvolvimento local – Walter Luiz Heck

08h30 às 11h – Auditório Cerrado: Agricultura Digital – Como posso começar agora?

Otavio Celidonio – Superintendente Senar/MT

Daneial Latorraca – Superintendente IMEA

Rafael Kümmel – Produtor Rural

13h – Auditório: Mesa Redonda – Técnicas de manejo em soja de alto rendimento.

Fabio Pittelkow – FRV

Gilberto Sander – GGF

Paulo Assunção – PA Consultoria

15h30 – Auditório:- Debate “Plano Agrícola e Pecuário – Propostas para 2018/2019” – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, instituições financeiras e entidades do agronegócio.

17h45 – Cerimônia de entrega do Mérito “O Semeador”

18h – O Futuro do Agro – Paulo Herrmann (John Deere) e Tarcísio Hübner (vice-presidente Agro Banco do Brasil)

Por Acrimat

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: