Em relação à previsão de janeiro, a produção de algodão avançou 3,7%

A safra de algodão em 2019 será 13,0% maior do que em 2018, com 5,6 milhões de toneladas, informou nesta terça-feira, 12, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que divulgou o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de fevereiro. Essa previsão de produção é o recorde da série histórica do IBGE. Em relação à previsão de janeiro, a produção de algodão avançou 3,7%.

Na passagem de janeiro para fevereiro, a Bahia se destaca na produção de algodão. “As lavouras chegaram a ser prejudicadas pela falta de chuva, contudo, o retorno (das águas) proporcionou uma recuperação da produtividade em fevereiro. A produção estimada do Estado alcançou 1,3 milhão toneladas, correspondendo a 22,7% da safra a ser colhida pelo País este ano”, diz a nota do IBGE.

O maior produtor nacional, porém, é Mato Grosso. A estimativa é que o Estado do Centro-Oeste colha 3,7 milhões de toneladas de algodão este ano, representando 67,2% de toda a produção nacional.

Feijão
Já a produção nacional de feijão deverá registrar uma queda de 1,2% em 2019 ante 2018, com 2,9 milhões de toneladas nas três safras da cultura ao longo do ano. Pela estimativa de fevereiro, os problemas se concentram na primeira safra, especialmente no Paraná e em Goiás.

Por Globo Rural

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.