Procura por animais mais erados tem se aquecido em função do primeiro giro de confinamento.

Em Mato Grosso, começa a ganhar ritmo a busca por bovinos mais erados para serem fechados no primeiro giro do confinamento. Com isso, vejamos em quais patamares caminha a relação de troca para estas categorias no estado.

Desde o início do ano, as cotações da arroba andam de lado e o preço do boi gordo teve reajuste positivo de 0,2% no período.

Já as referências para os animais de reposição mais velhos tiveram valorização neste mesmo intervalo. O preço do garrote de 9@ subiu 4,5% e do boi magro aumentou 3,4%.

Frente a esse cenário, o pecuarista está com o poder de compra menor.

Em janeiro de 2018, com o preço de venda de um boi gordo de 16@ comprava-se 1,31 boi magro ou 1,54 garrote, atualmente, nestas mesmas condições a troca está em 1,27 e 1,48, respectivamente.

A tendência é que com o passar das semanas haja aumento na oferta das boiadas terminadas e este fator pode fazer com que o mercado do boi gordo não ganhe sustentação, com isso, a relação de troca pode continuar perdendo vantagem.

Fonte: Scot Consultoria

Veja também  Exportações de carne de frango e de suínos crescem em 2016

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: