O projeto-piloto do Sistema Eletrônico de Informação das Indústrias de Carne (Seiic) do Instituto Mato-grossense da Carne (Imac) será implantado no frigorífico Marfrig de Tangará da Serra no mês de julho. Na unidade serão instaladas quatro balanças em três pontos da linha de abate. A definição do local foi feita, na quarta-feira (01.06), durante reunião do Conselho Deliberativo do instituto.

O objetivo é padronizar o processo de pesagem de carcaças nos frigoríficos mato-grossenses, que ficará sob responsabilidade do Imac.

O presidente do Imac, Luciano Vacari, explica que a adesão ao sistema pelos frigoríficos é voluntária. A aquisição e instalação das balanças, que serão de um mesmo tipo e são fabricadas na Europa, será feita pelas indústrias frigoríficas, já a manutenção e aferição ficará a cargo do instituto.

“O sistema permitirá o melhor controle sobre a produção, tanto pelos frigoríficos quanto pelos produtores, e beneficiará o consumidor, que terá garantida a segurança alimentar do produto adquirido”, pontua Vacari.

A primeira balança será instalada na linha do pré-abate, onde será realizada a pesagem individual dos animais para a obtenção do peso vivo. A segunda balança ficará posicionada na pré-fendagem, depois da linha de inspeção das vísceras. Já no terceiro ponto, da linha de classificação, serão instaladas duas balanças, sendo que a segunda será utilizada em situações de emergência. Pelo peso aferido nesse último ponto é que será definido o valor a ser pago ao produtor.

Instituto

Estado que detém o maior rebanho bovino do Brasil, com 29,2 milhões de animais, Mato Grosso sai na frente e é o primeiro Estado a lançar um selo que atesta a qualidade da carne produzida em seu território, o selo “Carne de Mato Grosso”, um produto do Imac, criado em fevereiro deste ano.

Veja também  Produção brasileira de café deve alcançar 44,77 milhões de sacas

O Imac é um Serviço Social Autônomo, de interesse coletivo e de utilidade pública. Terá entre suas fontes de receita recursos provenientes de convênios, acordos e contratos celebrados com entidades, organizações e empresas, públicas ou privadas, contribuições de pessoas jurídicas de direito público e privado, entre outros.

Atribuições

Promover a carne de Mato Grosso; definir critérios para tipificação da carne; articular com entes públicos e privados nacionais e/ou internacionais o desenvolvimento de ações que promovam a carne de Mato Grosso e estudos para a melhoria da carne; realizar parcerias por meio de convênios com a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), com o objetivo de capacitar os produtores rurais da agricultura familiar; desenvolver pesquisas e tecnologias para padronização de carcaças e melhorias na qualidade da carne; promover atividades de orientação ao consumidor, baseadas em pesquisas de mercado; fomentar o desenvolvimento de produtos e a rastreabilidade da carne são algumas das atribuições do Imac.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: