Mercado Financeiro

Pintos de corte: veja a evolução anual do alojamento regional

A constatação de que em outubro passado a produção brasileira de pintos de corte apresentou significativo aumento, gerando volume 8% superior ao do mesmo mês de 2019, levanta generalizada indagação: onde se concentrou esse aumento?

A constatação de que em outubro passado a produção brasileira de pintos de corte apresentou significativo aumento, gerando volume 8% superior ao do mesmo mês de 2019, levanta generalizada indagação: onde se concentrou esse aumento?

Os dados da APINCO relativos ao alojamento interno revelam que em três das cinco Regiões brasileiras – Sul, Centro-Oeste e Nordeste – os índices de incremento foram muito similares, ligeiramente superiores a 8%.

As Regiões Sudeste e Norte destoam dessa harmonia. O Norte, por ter elevado seus alojamentos em quase 30%. E o Sudeste por ter registrado praticamente a metade da média nacional, seus alojamentos apresentando incremento de pouco mais de 4%.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Obviamente, na medida em que mais de 55% do alojamento interno brasileiro se concentra na Região Sul, sua expansão em valores absolutos é significativamente maior que a das demais Regiões do País. Assim, do adicional de 45,668 milhões de pintos de corte alojados internamente em outubro passado, perto de 60% estão compreendidos por alojamentos efetivados nos três estados do Sul.

Notar, de toda forma, que não houve grande alteração na participação de cada Região na produção total. Sul, Centro-Oeste e Nordeste mantiveram praticamente o mesmo percentual, enquanto o Norte aumentou sua participação em 20% e a do Sudeste recuou pouco mais de 3%.

Por Avisite

AGRONEWS BRASIL – Informação para quem produz

peixe br
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo