Ontem, quinta, os preços praticados no mercado de ovos brancos e vermelhos não conseguiram sustentação e tiveram a primeira baixa de preços antes mesmo de encerrar a primeira quinzena

Nos ovos brancos a baixa – 1ª da semana e do mês, 20ª do ano – derrubou o preço médio diário para R$91,00, retornando ao mesmo valor praticado no mesmo período do ano passado e retrasado. Ou seja, evolução zero no biênio.

Nos ovos vermelhos a queda foi maior que a verificada nos ovos brancos com a diferença ficando de R$6,00 até R$10,00 a mais por caixa, ou seja, foram comercializados por um mínimo de R$96,00 a um máximo de R$102,00, representando 4,3% de redução sobre o preço médio praticado no mesmo dia de 2017.

Segundo a Jox Assessoria Agropecuária a lentidão no giro da mercadoria no varejo vem crescendo e criando repercussão muito negativa. Como efeito, os atacadistas reduziram gradativamente suas programações e até alguns cancelamentos foram efetuados.

Com isso, ficou cada vez mais evidente a dificuldade do mercado em pagar os preços praticados e as referências acabaram sofrendo a primeira acomodação. Como a produção ainda é controlada na granja o último dia de negócios da semana deve seguir disputado nos preços.

Mesmo com a alta elevação da última semana, o preço médio diário acumulado nos primeiros quatorze dias do mês representa 2,1% de queda sobre o mesmo período do ano passado. Sem considerar a inflação do período e as perdas do setor em relação à paralisação dos caminheiros. Ou seja, os prejuízos enfrentados pelo produtor de ovos são enormes. E isso tem que ser considerado nos negócios realizados.

Veja também  Avicultura: Falta de ração causada por greve provoca canibalismo entre aves

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: