O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT), em parceria com o Sindicato Rural de Juína, inaugura nesta quinta-feira (11.08) o sétimo Núcleo Avançado de Capacitação (NAC), no município de Juína. Até o final deste ano, está prevista a inauguração de mais 12 núcleos, sendo que oito já estão em obras. Os outros quatro aguardam a definição de terreno e a conclusão do processo licitatório para que as obras sejam iniciadas.

Os NAC´s têm como objetivo capacitar o homem que vive na cidade para ocupar postos de trabalho abertos no campo. “É uma estrutura simples, mas confortável e que proporciona melhores condições de qualificação e capacitação para o nosso trabalhador rural”, enfatiza o presidente do Sistema Famato/Senar, Rui Prado.

Para o presidente do Sindicato Rural de Juína, José Lino Geraldo Martins, o NAC será um grande estímulo para os participantes dos treinamentos do Senar-MT na região.

Os Núcleos são equipados com cozinhas e todas as ferramentas necessárias para os treinamentos ofertados pelo Senar-MT. Até agora, são seis NAC’s já em funcionamento, nos municípios de Tangará da Serra, Barra do Bugres, São José dos Quatro Marcos, Cáceres, Primavera do Leste e Cotriguaçu.

Ainda neste ano, deverão ganhar um NAC os municípios de Comodoro, Brasnorte, Paranaíta, Carlinda, Ipiranga do Norte, Paranatinga, Campinápolis, Tabaporã, Sapezal, Campos de Júlio, Ribeirão Cascalheira e Querência.

Juína – A inauguração do NAC de Juína será nesta quinta-feira (11.08), às 20h. o NAC está localizado no quilômetro 02 da BR – 174 na saída para Castanheira, ao lado do Parque de Exposição.

O Senar-MT faz parte de um conjunto de entidades que formam o Sistema Famato. Essas entidades dão suporte para o desenvolvimento sustentável do agronegócio e representam os interesses dos produtores rurais do Estado. É formado ainda pela Famato, Imea e pelos 90 sindicatos rurais do Estado. O Senar está no Facebook e no Instagram. Curta a Fan Pagewww.facebook.com/SenarMt  e a conta @senar_mt.

Veja também  Produtores rurais terão mais tranquilidade e segurança para produzir, afirma ministra

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.