Notícias

Nova frente fria traz chuva para o Sul do Brasil

Uma nova frente fria se aproxima do Rio Grande do Sul

Uma nova frente fria se aproxima do Rio Grande do Sul

Por volta das 11h da manhã, rajadas de ventos de 36km/h foram observadas na região de Quaraí. A tendência é que os ventos aumentem de velocidade no decorrer do dia com a aproximação deste sistema.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Na região de fronteira com o Uruguai e no sul do Ri Grande do Sul já são esperadas pancadas de chuva no período da noite. Nas demais áreas gaúchas, em Santa Catarina e no Paraná, a quarta-feira será de sol e pancadas isoladas de chuva a partir da tarde com raios. Há risco de chuva forte no norte do Paraná, divisa com São Paulo, por causa do ar quente e úmido e circulação de ventos em vários níveis da atmosfera que favorecem o crescimento de nuvens pesadas.

Última frente fria do ano

O ano de 2020 foi marcado por muitos problemas decorrentes da falta de chuva sobre o Sul do Brasil. Porém, o ano vai terminar com tempo instável e chuva na Região.

Com a aproximação da frente fria as rajadas de vento aumentam e sopram forte sobre a Região ao longo desta quarta-feira, mesmo em áreas onde o sol predomina. Este sistema avança rápido pela Região Sul do Brasil trazendo chuvas e ventos fortes e queda de temperatura.

Na quinta-feira, as áreas de instabilidade desta frente fria deixam o dia muito instável com muita nebulosidade e chuva. O alerta é para temporais no centro-leste de Santa Catarina e em todo o estado do Paraná, inclusive nas capitais Florianópolis e Curitiba.

No norte gaúcho e oeste de Santa Catarina, a chuva fica mais concentrada na parte da manhã. Em Porto Alegre e região de Santa Maria, apesar da grande quantidade de nuvens, chove só pela manhã. Na região serrana, muitas nuvens e chuva, principalmente de manhã e a tarde. Em Uruguaiana e Bagé, já não há mais previsão de chuva.

Maré alta e alagamentos em SC

De acordo com informações da Epagri-Ciram, entre quinta-feira (31/12) e sábado (02/01) há risco de alagamentos, e/ou estreitamento da faixa de areia nas praias, devido à maré alta nas regiões mais baixas do litoral catarinense. Este fenômeno será provocado pela combinação da influência da lua cheia (maré de sizígia), vento do quadrante sul e, no sábado, com agitação marítima entre 2,5 e 3,0m.

Recomenda-se especial atenção para os horários (Tabela 1) e locais próximos a desembocaduras de rios, Rod. Diomício Freitas, Centro de Eventos – Centro-Sul, avenida da Saudade, praias do Sul da Ilha de Santa Catarina, Avenida Atlântica de Balneário Camboriú, Barra Velha, Araranguá, Laguna, Itajaí, Joinville, entre outros. Cabe salientar que os alagamentos começam algumas horas antes e se estendem por algumas horas após os horários de pico, dependendo da intensidade do fenômeno.

Os horários mais prováveis dos alagamentos coincidirão com os picos de maré alta previstos na Tabela 1, em litoral on line e maregrama no site do Ciram:

Tabela 1 – Maré astronômica prevista pela Epagri.

Por Climatempo

AGRONEWS BRASIL – Informação para quem produz

peixe br
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo