Os dados relativos à exportação de carnes coligidos pelo MAPA junto à SECEX/MDIC apontam que, entre janeiro e maio de 2018, o incremento de volume e de receita ficou restrito à carne bovina

 

Que, mesmo assim, enfrentou queda de preço do produto in natura, quesito em que as quatro carnes exportadas apresentaram retração (a exemplo dos industrializados de carne bovina, só os industrializados de frango registram evolução positiva de preço).

A carne de frango permanece como a principal carne negociada pelo Brasil no mercado internacional, respondendo por quase 62% do volume total e por cerca de 45% da receita cambial do segmento. Mas vem perdendo participação. Em um ano a participação no volume recuou 4,3% e na receita cambial 9%.

Veja também  Boi Gordo: Mercado segue mais “equilibrado”

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: