Diárias de Mercado

Milho: cotações seguem em queda nesta 2ª feira na Bolsa de Chicago

A segunda-feira (14) começa com leves quedas para os preços internacionais do milho futuro. As principais cotações registravam baixas entre 1,25 e 1,50 ponto por volta das 09h11 (horário de Brasília)

O vencimento dezembro/19 era cotado à US$ 3,96 com desvalorização de 1,25 pontos, o março/20 valia US$ 4,06 com queda de 1,50 pontos, o maio/20 era negociado por US$ 4,11 com perda de 1,50 pontos e o julho/20 tinha valor de US$ 4,15 com baixa de 1,25 pontos.

Segundo informação da Successful Farming, os grãos foram pouco alterados da noite para o dia, à medida que os hedgers e os investidores aguardam mais notícias do acordo comercial parcial entre os Estados Unidos e a China.

“Na semana passada as duas maiores economias do mundo chegaram a um acordo segundo o qual os EUA cancelariam tarifas que estavam programadas para entrar em vigor na terça-feira e a China aumentaria as compras de produtos agrícolas”, diz o analista Tony Dreibus.

O secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, que foi um ator importante nas negociações, juntamente com o representante comercial dos EUA Robert Lighthizer, disse que o país asiático aumentaria as compras agrícolas de US$ 40 bilhões para US$ 50 bilhões, informou a Reuters.

De acordo com Dreibus, ainda assim há ceticismo de que a China cumpra as compras prometidas, e até a mídia estatal chinesa disse que os lados concordaram em questões fundamentais, mas ainda precisam assinar um acordo.

“O champanhe provavelmente deve ser mantido no gelo, pelo menos até os dois presidentes colocarem a caneta no papel”, disse o China Daily.

Por Guilherme Dorigatti/ Notícias Agrícolas

Etiquetas
Continuar lendo

Comente esta matéria

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar