As entregas de fertilizantes no país totalizaram 1,72 milhão de toneladas em abril deste ano, segundo a Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda)

 

O volume diminuiu 2,8% em relação ao entregue no mês anterior, mas foi 24,9% maior que o entregue no mesmo período do ano passado.

Este ano, com exceção de janeiro, nos demais meses, o volume foi maior comparativamente com o mesmo mês do ano passado.

No acumulado de janeiro a abril de 2018 as entregas somaram 8,06 milhões de toneladas de adubos no Brasil, 3,4% mais que em igual período de 2017.

A Scot Consultoria estima um volume entre 35,00 e 35,50 milhões de toneladas de fertilizantes entregues no país em 2018, frente as 34,44 milhões de toneladas em 2017, recorde até então.

A expectativa é de aumento da demanda daqui para frente, considerando as compras para a safra 2018/2019.

Esta maior movimentação no mercado de fertilizantes somada as valorizações do dólar em relação a moeda brasileira são fatores de alta para os preços dos adubos no mercado interno nos próximos meses.

Aliás, o câmbio e o cenário de preços mais firmes de adubos no mercado internacional já vêm dando sustentação às cotações dos produtos no mercado brasileiro.

As altas de preços da soja e do milho também deverão impulsionar a demanda por adubos para a temporada 2018/2019.

Fonte: Scot Consultoria

Veja também  Frango e boi vivos têm preços superiores à média de 2017

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: