Estabilidade no mercado. Embora o movimento de alta da última quinzena de abril tenha sido interrompido, já são três semanas de preços firmes, sem desvalorização, ou seja, o cenário já é outro depois de um primeiro trimestre em que os recuos nas cotações se somavam um após outro

 

E a firmeza no mercado ocorre em um período de gradual aumento na oferta de matéria-prima e, consequentemente, de maior produção de carne, característico da entrada do período seco.

A esperada melhora de consumo começa a demonstrar seus efeitos, mesmo que de forma comedida. A receita das indústrias vendendo carne desossada, cresceu 0,7% em um mês, mas está 2,3% menor que a de um ano atrás, em valores nominais. Os cortes de traseiro estão 10,0% mais baratos, em média, em igual comparação.

As indústrias conseguiram, com estes comportamentos recentes do mercado, trazer suas margens para os melhores patamares do ano.

Depois dos recuos do primeiro trimestre, cenário mudou e mercado mantém comportamento de preços firmes.

Fonte: Scot Consultoria

Veja também  Estabilidade de preço da carne de frango persiste, diz FAO

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: