Segundo o ministro, a prosseguir como está será fixada uma taxa real da ordem de 5%

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, disse na quarta-feira, 10, que tem trabalhado “diuturnamente” para convencer a equipe econômica a fixar uma taxa de juros menor para o Plano Safra 2017/2018, que vai definir o crédito rural para a temporada que começa em 1º de julho.

Maggi reconheceu, porém, que tem sido uma “briga” pois a área econômica alega faltar espaço fiscal para subsidiar juros. Segundo o ministro, a prosseguir como está será fixada uma taxa real da ordem de 5%, que ele considera incompatível com a atividade agrícola.

Ele informou que o Plano Safra poderá contemplar o segmento de armazenagem. Para tanto, deverá ser editada uma Medida Provisória. As afirmações foram feitas em audiência pública na comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados, encerrada no início da tarde.

Fonte: ESTADÃO CONTEÚDO

Veja também  Fábrica de Drone será instalada em MT para fortalecimento da Agrícola Familiar

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: