Está previsto que países vão atuar conjuntamente na fiscalização, melhorar bases de dados e regulamentos. Assinatura ocorreu durante reunião do CAS, em Buenos Aires

 

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, e o ministro de Agricultura do Chile, Antonio Walker Prieto, que participam nesta quinta-feira (20) de reunião do Conselho Agropecuário do Sul (CAS), em Buenos Aires, assinaram memorando de entendimento com o objetivo de promover ações para facilitar o comércio de produtos orgânicos entre os dois países.

O texto assinado prevê colaboração mútua na fiscalização e controle dos produtos e políticas voltadas para o desenvolvimento da produção orgânica, além da melhoria das bases de dados e de normas e regulamentos que regem a atividade.

Esse é o primeiro reconhecimento mútuo de semelhanças nos normativas de produção orgânica negociado entre países da América do Sul, demonstrando compromisso com o desenvolvimento de economias sustentáveis, de acordo com o secretário de Relações Intermacionais do Agronegócio do ministério, Odilson Ribeiro e Silva. A iniciativa, na sua avaliação, contribui para ampliar as exportações e agregar valor à produção agropecuária

“Os impactos sociais da assinatura são relevantes para ambos os países. Atualmente, apenas grandes produtores orgânicos alcançam mercados no exterior, pelo alto custo envolvido na certificação internacional. Com o sistema de reconhecimento mútuo, ambas legislações reconhecem a certificação de sistemas participativos de garantia, estimulando a inclusão de pequenos e médios produtores no mercado de exportação”, explicou o secretário.

A reunião do CAs seguirá até hoje, sexta-feira (21), com a presença também dos demais ministros integrantes do conselho, da Argentina, Bolívia, Paraguai e Uruguai. No encontro deve ser discutido levantamento solicitado pelo ministro Maggi da lista de produtos químicos (moléculas autorizadas em cada país e condições de uso) com o objetivo de harmonizar a regulamentação desse tema em toda a região.

Veja também  Centro de Inteligência em Orgânicos debate impacto de grandes indústrias no setor

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: