O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) reduziu, em 2%, as estimativas de produtividade do algodão em caroço no Estado. Segundo o boletim divulgado ontem, os dados de produtividade foram revisados para baixo, passando de 253,8 arrobas por hectare, do último levantamento, para 248,5, no atual.

De acordo com os economistas, as reavaliações são reflexo do andamento da colheita e beneficiamento do algodão, que “elucidam” os impactos do déficit pluviométrico que atingiu Mato Grosso na atual safra. “Assim, após estas revisões, espera-se que o Estado produza 2,28 milhões de toneladas de algodão em caroço e 926 mil toneladas de pluma, que correspondem a uma redução de 1,5% em relação à safra 2014/15”, apontam os especialistas.

A sétima estimativa da safra ainda revisou a área de cultivo, com um pequeno reajuste positivo. Agora, a área total estimada é de 612 mil hectares, que representa um aumento de 8,5% quando comparada à da safra 2014/15.

Veja também  Produtores de Mato Grosso se preparam para o planejamento da safra 2019/2020

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.