Na primeira semana de 2016 o Imea realizou seu segundo levantamento de condições das
lavouras de soja na safra 2015/16.

Constatou-se no novo levantamento uma melhora das condições das lavouras em virtude do aumento no volume de chuvas a partir do final de dezembro. Na média de Mato Grosso, verificasse que as lavouras que se encontravam em péssimas e ruins situações reduziram seu percentual no novo levantamento. Grande parte dessas lavouras acabaram revertendo tais percentuais em lavouras com situações regulares. Até a primeira semana de janeiro, cerca de 30% das lavouras de soja encontram-se em situação ruim e péssima, 39% em situação regular e 32% em boas e excelentes condições em Mato Grosso.

A região nordeste foi a apresentar a maior diferença das condições entre os levantamentos. Enquanto na primeira quinzena dezembro, cerca de 70% da área encontrava-se em situação
ruim e péssima, na primeira semana de janeiro este percentual foi reduzido para 36%. Constata-se que a situação apresenta grandes oscilações dentro desta região, com a situação mais delicada ocorrendo nos municípios mais ao sul, onde foram mais impactados pelo clima durante a semeadura. De maneira geral no Estado, apenas a região noroeste não reduziu seu percentual de lavouras em péssima e ruim situação.

Daqui para frente, a expectativa é que as condições das lavouras apresentem melhora caso o clima continue favorecendo. No entanto, sabe-se que as condições das lavouras de soja devem apresentar grande amplitude dentro do mesmo município. Na tentativa de capitar os impactos do clima da melhor forma possível sobre as lavouras, o IMEA irá levantar quinzenalmente informações de condições das lavouras no Estado.

Soja

Fonte: IMEA

Veja também  Marcelo Sousa, do grupo WPP, é integrante da bancada do júri da XVIII Mostra de Comunicação Agro ABMRA

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.