Mercado Financeiro

Ibovespa renova máxima e orbita 120 mil pontos nesta 2ª feira

A bolsa paulista beneficiava-se do apetite a risco global no primeiro pregão de 2020, com o Ibovespa renovando recorde intradia nesta segunda-feira, em meio a expectativas atreladas à recuperação da economia mundial.

Às 11h18, o Ibovespa subia 0,56%, a 119.680,79 pontos. Na máxima até o momento, chegou a 120.353,81 pontos. O volume financeiro era de 4,95 bilhões de reais.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Na visão da equipe da SulAmérica Investimentos, os mercados refletem a antecipação de um quadro de retomada das principais economias em um contexto de estímulos fiscais e monetários sem precedentes e o avanço gradual do processo de vacinação.

Em Wall Street, os futuros acionários também apontavam uma abertura recorde para o S&P 500 e o Dow Jones, ampliando o rali desde o ano passado. Entre as commodities, o petróleo também avançava, assim como o minério de ferro.

No Brasil, “o Ibovespa deve continuar buscando se firmar acima dos 120 mil pontos, favorecido pelo ambiente externo mais otimista, a volta dos estrangeiros e sinais de recuperação econômica doméstica”, avalia a equipe da SulAmérica.

No último pregão de 2020, o Ibovespa chegou a ultrapassar pela primeira vez os 120 mil pontos, mas fechou aquela quarta-feira com recuo de 0,33%, 119.017,24 pontos.

DESTAQUES

  • CSN ON subia 6%, capitaneando os ganhos do setor mineração e siderurgia na sessão, após um ano de forte valorização, na esteira do avanço dos preços do minério de ferro na China, ambiente favorável para aumento de preços de aço no Brasil e expectativa em torno da listagem de ações de sua unidade de mineração. VALE registrava alta de 2,8%.
  • PETROBRAS PN avançava 2,19%, beneficiada pela alta dos preços do petróleo no exterior, onde o Brent subia 0,68%, a 52,15 dólares o barril. No setor, PETRORIO ON mostrava elevação de 6,75%.
  • ITAÚ UNIBANCO PN cedia 0,4%, tirando o Ibovespa das máximas da sessão, enquanto BRADESCO PN tinha variação positiva de 0,07%.
  • COGNA ON mostrava acréscimo de 3,89%, após fechar 2020 com um dos piores desempenhos do Ibovespa. YDUQS ON valorizava-se 3,22%.
  • VIA VAREJO ON subia 2,23%, tendo de pano de fundo dados mostrando alta de 20,2% nas vendas no período de 19 a 25 de dezembro frente ao mesmo período do ano anterior, considerando a métrica de Gross Merchandise Volume (GMV), segundo dados preliminares e não auditados.
  • CPFL ENERGIA ON recuava 1,97%, entre as maiores quedas do Ibovespa na sessão. Analistas do Bradesco BBI cortaram a recomendação dos papéis para “neutra”, citando a necessidade de novas evidências de disciplina de capital.
  • IGUATEMI ON perdia 2,02%, com ações de shopping centers como um todo na ponta negativa após dados fracos sobre as vendas do setor no Natal além do fechamento do comércio determinado pelo governo de São Paulo no período e durante a virada do ano. MULTIPLAN ON caía 1,36% e BRMALLS ON recuava 1,41%.

Por Reuters

AGRONEWS BRASIL – Informação para quem produz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo