A técnica de IATF (Inseminação Artificial em Tempo Fixo) é utilizada em cerca de 10 a 12% das fêmeas do rebanho brasileiro – o dobro em relação à inseminação artificial convencional na década passada.

“Avançamos, porém é perfeitamente possível irmos muito mais além. Afinal, ainda existem outros 88% de fêmeas em idade reprodutiva no país que podem ter sua eficiência melhorada”, explica Rafael Moreira, gerente de produtos para bovinos da Boehringer Ingelheim Saúde Animal.

A comparação dos dados reprodutivos do Brasil, com outros países de destaque em produção de carne, comprova que a eficiência reprodutiva ainda é baixa, principalmente no gado de corte. Dados do CEPEA/USP mostram que a taxa média de prenhez no Brasil é de apenas 40%. Já a taxa de desmame é de apenas 60%, enquanto nos Estados Unidos, Argentina e Austrália é de 80%. Nesses países, a idade média da fêmea ao primeiro parto é de 36 meses, enquanto no Brasil é preciso um ano a mais (48 meses de idade). “Com melhoria destes índices, podemos promover a lucratividade na pecuária e tornar o Brasil um país ainda mais competitivo em produção de carne e leite” acrescenta Rafael Moreira.

Linha IATF Control

A Boehringer Ingelheim Saúde Animal, uma das maiores empresas globais de saúde animal, está colocando no mercado de reprodução animal a Linha IATF Control, pacote tecnológico que representa um novo ciclo de evolução da técnica de Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF) no país.

“O mercado brasileiro está maduro e pronto para esta nova tecnologia reprodutiva, com visão de cadeia produtiva sustentável e geração de valor muito clara”, explica o Prof. Ed Hoffmann, especialista da USP – Campus de Pirassununga e pesquisador e idealizador dos produtos e inovações da Linha IATF Control. “Esse pacote inovador reúne toda a minha experiência de mais de três décadas em reprodução bovina”, complementa o Prof. Ed Hoffmann.

Veja também  Exportações de milho avançam em ritmo recorde na Rússia, diz consultoria

Com a Linha IATF Control, a Boehringer Ingelheim oferece à pecuária brasileira tecnologias que, comprovadamente, “contribuem para melhorar a eficiência dos programas de IATF, proporcionando diferenciais, indiscutíveis, em termos de sincronização da onda folicular, qualidade dos folículos e melhores taxas de prenhez, levando também em consideração o bem-estar das fêmeas envolvidas e a sustentabilidade do sistema: desde o processo produtivo até o manuseio e descarte no campo – explica Kleber Lemes, Coordenador Técnico da Linha IATF Control e Doutor em Reprodução Animal.

“O resultado econômico na pecuária resume-se ao nascimento de um maior número de bezerros, que apresentem bom ganho de peso e qualidade de carcaça. Entretanto, quando são utilizados sistemas de inseminação artificial baseados na detecção de estros, a taxa de serviço geralmente é baixa, devido aos desafios a campo. A IATF auxilia na resolução dessa questão ao possibilitar a inseminação de 100% das fêmeas do rebanho durante um curto período de tempo. Porém, nem tudo se resume à IATF. É preciso pensar além, considerando a sustentabilidade da técnica, incluindo os reflexos no meio ambiente (menos descarte de dejetos), mais agilidade, menos desperdícios de materiais e insumos. A Linha IATF Control abre as portas para esses avanços”, explica o prof. Ed Hoffmann, da USP Pirassununga.

Pacote tecnológico

O pacote reprodutivo IATF Control incorpora várias inovações. Para começar, o dispositivo intravaginal Progestar® é monodose, tem design inovador, ajustando-se melhor à vagina da fêmea, com menor taxa de queda do mercado, além de ser mais higiênico e seguro. Além disso, gera menos resíduos ao meio ambiente e a quem o manuseia.

O sincronizador de ondas foliculares Betaproginn®, fármaco injetável, tem formulação única no mercado. Com seu efeito na sincronização da emergência da onda folicular (antecipa em um dia a emergência de uma nova onda), permite a produção de folículos com maior diâmetro e de melhor qualidade ao final do protocolo para IATF. Cioprostinn® é o agente luteolítico de ação rápida e altamente eficaz. Com componentes altamente controlados e formulação devidamente tamponada e equilibrada, tem sua ação potente e flexível, permitindo seu uso em diferentes momentos e tipos de protocolos para sincronização do ciclo estral. Estrovulinn® é o benzoato de estradiol do pacote reprodutivo da Boehringer Ingelheim. Com óleo de gergelim como veículo, proporciona melhor efeito biológico do composto estradiol, sendo altamente eficaz e preciso na indução de ovulações sincronizadas.

Veja também  Brasil e Europa debatem estratégias de combate ao desperdício de alimentos

“São produtos altamente tecnológicos, que se destacam pela precisão de ação e entrega de resultados, sendo sua aplicação perfeitamente adequada a diferentes tipos de protocolos, os quais podem ser aplicados de acordo a necessidade de manejo e objetivos produtivos de cada propriedade”, completa Rafael Moreira.

Sobre a Boehringer Ingelheim Saúde Animal

Segunda maior empresa de saúde animal do mundo, a Boehringer Ingelheim conta com mais de 10 mil funcionários no mundo, tem produtos disponíveis em mais de 150 mercados e presença global em 99 países. Para mais informações sobre a Boehringer Ingelheim Saúde Animal, clique aqui.

A Boehringer Ingelheim

Medicamentos inovadores para pessoas e animais têm sido, há mais de 130 anos, o foco da empresa farmacêutica Boehringer Ingelheim. A Boehringer Ingelheim é uma das 20 principais indústrias farmacêuticas do mundo e até hoje permanece como uma empresa familiar. Dia a dia, cerca de 50.000 funcionários criam valor pela inovação para as três áreas de negócios: saúde humana, saúde animal e fabricação de biofarmacêuticos. Em 2016, a Boehringer Ingelheim obteve vendas líquidas de cerca de € 15,9 bilhões e investiu 19,6% do faturamento em pesquisa e desenvolvimento. Os investimentos em pesquisas e desenvolvimento correspondem a 19,6% do faturamento líquido (mais de € 3 bilhões). A responsabilidade social é um elemento importante da cultura empresarial da Boehringer Ingelheim, o que inclui o envolvimento global em projetos sociais como o “Mais Saúde” e a preocupação com seus colaboradores em todo o mundo. Respeito, oportunidades iguais e o equilíbrio entre carreira e vida familiar formam a base da gestão da empresa, que busca a proteção e a sustentabilidade ambiental em tudo o que faz. No Brasil, a Boehringer Ingelheim possui escritórios em São Paulo e em Campinas e fábricas em Itapecerica da Serra e Paulínia. Há mais de 60 anos no país, a companhia estabelece parcerias com instituições locais e internacionais que promovem o desenvolvimento educacional, social e profissional da população. A empresa recebeu, em 2017, a certificação Top Employers, que a elege como uma das melhores empregadoras do país por seu diferencial nas iniciativas de recursos humanos. Para mais informações, visite www.boehringer-ingelheim.com.br ou em nosso relatório anual: http://annualreport.boehringer-ingelheim.com

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: