A prática da gessagem, seus benefícios e como calcular a quantidade que deve ser feita e aplicada são algumas dúvidas que você pode ter em sua lavoura.

Perguntas como: Teores de Ca no solo? Como fazer e como aplicar? E qual a quantidades exatas que devo aplicar? São perguntas muito comum que fazemos. Neste texto iremos responder essas dúvidas para te auxiliar no aumento da produtividade da sua lavoura.

  • Antes mesmo de plantar a cultura você realiza diversas atividades para que tudo corra bem;
  • A gessagem é uma dessas atividades que pode aumentar a produtividade da sua safra;
  • Na cultura do milho houve um incremento de 9,3 % e para soja 11,3 % na produtividade de grãos;
  • Mas essa prática pode gerar muitas dúvidas, e se não for realizada de forma adequada pode resultar em prejuízo;

Você faz gessagem na sua lavoura? Sabe quando é necessário fazer? E como calcular a necessidade de gesso agrícola?

Então, me acompanhe e descubra mais sobre o uso do gesso na agricultura!

Gessagem na agricultura

O cálcio melhora o crescimento de raízes, enquanto o alumínio é tóxico para elas.

Em geral, os solos no Brasil possuem pouco cálcio (Ca) e muito alumínio (Al), principalmente nas camadas mais profundas. Justamente o contrário da situação ideal!

Assim, a maioria das raízes ficam mais próximas da superfície do solo, o que compromete a absorção de nutrientes pelas raízes.

E consequentemente, o desenvolvimento das plantas na sua lavoura.

Por isso fazemos a gessagem. Ela melhora a camada subsuperficial do solo e o sistema radicular das plantas.

Vamos entender um pouco mais sobre o uso do gesso agrícola!

Gessagem agrícola e o seu uso no solo

O gesso (CaSO4 – sulfato de cálcio) é um subproduto da indústria de fertilizantes fosfatados.

Ele é fonte de cálcio (20%) e enxofre (15-18%) para o solo, sendo considerado um condicionador de solo.

Mas o que é um condicionador de solo?

Condicionadores de solo são produtos que promovem a melhoria das propriedades físicas, físico-químicas ou da atividade biológica do solo.

Então, o gesso atua nas propriedades químicas do solo, principalmente nas camadas subsuperficiais.

Por ter alta solubilidade, o gesso aumenta rapidamente às concentrações de Ca2+ e SO42– no solo em profundidade

Assim, o sulfato reage com o alumínio, diminuindo a toxidez de Al para as plantas e possibilitando o aumento do sistema radicular das plantas.

Além dessa neutralização de Al, o gesso agrícola disponibiliza no solo os nutrientes cálcio e enxofre.

Veja também  A importância da fibra na nutrição da vaca leiteira

O cálcio é um macronutriente importante para as plantas, atua na estrutura da planta (parede celular).

Veja na figura abaixo algumas funções do cálcio:

O enxofre também é um macronutriente e algumas das suas funções são:

  • Controle hormonal para o crescimento e desenvolvimento;
  • Auxilia a planta na defesa contra pragas e doenças;
  • Importante componente para as proteínas e outras.

Mas lembre-se, o gesso agrícola não é um corretivo para acidez do solo, não modifica o pH.

E quais os benefícios da gessagem?

Benefícios da gessagem

  • Aumenta o sistema radicular em profundidade;
  • Fornecimento de cálcio em profundidade;
  • Redução da saturação de alumínio em subsuperfície;
  • Maior absorção de nutrientes e água.

Agora que conhecemos um pouco mais sobre o gesso na agricultura, como começar a fazer a gessagem?

Começando a gessagem: análise de solo

Primeiramente, você deve realizar análise do solo da sua propriedade para determinar a quantidade de gesso agrícola que deve aplicar.

Então, considere a análise do solo de 20-40 cm e abaixo desta camada, dependendo da cultura em questão (anual ou perene).

E como mencionamos, a gessagem atua em subsuperfície, ou seja, nas camadas do solo abaixo de 20 centímetros de profundidade.

Assim, quando você for amostrar o solo de sua propriedade, tome cuidado para não misturar o solo de cada camada.

Lembre-se também de identificar a profundidade de cada amostra para enviar para a análise.

E claro, procure um laboratório para análise do solo de sua confiança!

Quando sua análise de solo ficar pronta saiba se é preciso ou não realizar a gessagem:

Quando aplicar gesso agrícola?

Haverá grande possibilidade de resposta ao gesso quando na análise de solo apresentar as seguintes características:

  • Cálcio menor que 0,5 cmolc/dm3;
  • Alumínio maior que 0,5 cmolc.dm3;
  • Saturação por alumínio maior que 20%;
  • Saturação por bases (SB) menor que 35%.

Se o seu solo tiver uma ou mais dessas características acima já é recomendado a gessagem.

Às vezes, um custo a mais no começo da safra garante uma produtividade melhor e compensa o custo de produção.

Não se esqueça de procurar um(a) engenheiro(a) agrônomo(a) para te auxiliar nesta prática agrícola.

Vamos agora para os cálculos, definindo a dose de gesso:

Cálculo da gessagem

Vou apresentar dois tipos de cálculo de gesso. Para utilizar as equações abaixo, você precisa ter a análise do solo da sua propriedade.

Veja também  Mato Grosso produziu 59,9 mil toneladas de peixe em 2016

Baseado na textura do solo (Souza e Lobato, 2004):
Vamos entender as fórmulas utilizadas para culturas perenes e anuais:

Culturas anuais: NG = 50 x argila (%)

Culturas perenes: NG = 75 x argila (%)

Em que: NG = Necessidade de Gesso (em quilos por hectare: Kg/ha )

Você pode determinar a Necessidade de Gesso (Kg/ha) também através da tabela abaixo, também em função da classificação textural do solo:

  • Saturação por bases (V) e CTC nas camadas subsuperficiais (Demattê, 1986; Vitti et al., 2008):

Vamos entender a equação utilizada para a necessidade de gesso em função da saturação por bases e CTC do solo:

NG = [(V2-V1) x CTC] / 500

Onde:

  • NC = necessidade de gesso kg. ha-1;
  • V2 = Saturação por bases esperada (%);
  • V1 = Saturação por bases atual na camada 20-40 cm (%);
  • CTC = capacidade de troca catiônica na camada de 20-40 cm.

Você também pode utilizar a tabela abaixo, em que a recomendação da dose de gesso é de acordo com capacidade de troca catiônica (T) e saturação por bases atual (V%).

Ao definir a dose correta para seus talhões, você precisa fazer a gessagem adequadamente.

Gessagem em pastagem

Pode parecer besteira, mas o gesso agrícola pode te ajudar muito com a pastagem e, consequentemente, a criação de animais.

Esta prática torna as pastagens mais tolerantes a veranicos, por absorverem mais água e nutrientes do solo devido ao sistema radicular mais profundo.

Isso se transforma em uma vantagem competitiva imensa: momento em que todos estiverem comprando alimentação extra para os animais você ainda poderá ter um bom pasto.

Veja os resultados do efeito do gesso agrícola no trabalho de recuperação de pastagem degradada de Brachiaria brizantha cv. Marandu em solo de Cerrado:

Gessagem no plantio direto

O plantio direto é um sistema de produção em que não é realizado o revolvimento do solo.

Ou seja, a superfície do solo é sempre coberta por plantas em desenvolvimento e por resíduos vegetais.

Por isso a ação dos corretivos de acidez (calcário) geralmente é restrita às camadas superficiais.

Assim, a aplicação de gesso agrícola em superfície é apontada como uma alternativa para a melhoria do ambiente radicular principalmente em subsuperfície.

Quando pensamos em correção de solo, além da gessagem, sempre pensamos na calagem:

Veja também  Prorrogado prazo para envio de trabalhos à Reunião de Pesquisa de Soja

Calagem e gessagem para que servem?

A aplicação de calcário (calagem) atua na acidez do solo e também há o fornecimento de nutrientes como cálcio e magnésio para as plantas.

Então, a calagem atua no pH do solo.

E como falamos ao longo do texto, a gessagem atua na camada superficial do solo e há o fornecimento de nutrientes como cálcio e enxofre no solo.

Mas a gessagem não altera o pH do solo.

Além disso, o gesso apresenta maior mobilidade no perfil do solo que o calcário, melhorando a subsuperfície do solo.

Quais as diferenças entre calagem e gessagem?

Veja algumas diferenças entre a calagem e a gessagem que vão te ajudar a entender para que essas práticas são usadas:

Além disso, a distribuição do gesso agrícola pode estar associada com a aplicação da calagem.

A agricultura de precisão pode te auxiliar na prática da gessagem e da calagem?

Pensando em melhorar a gestão e administração rural, você pode aliar a Agricultura de Precisão (AP) para as atividades de gessagem e calagem.

Como as áreas na sua propriedade não são homogêneas, você deve realizar a análise do solo de diversos pontos de sua propriedade.

E com a ajuda da AP você pode reduzir o custo de produção, aplicando a quantidade necessária de calcário, e com isso, reduzindo o desperdício.

 

Conclusão

Agora você sabe sobre a aplicação de gesso na sua lavoura, seus benefícios e como calcular a necessidade de gessagem.

Por isso, realize uma análise de solo e certifique-se se sua propriedade necessita nesta prática agrícola.

Além disso, neste texto você viu algumas diferenças sobre a gessagem e a calagem. Então, utilize-as quando necessárias.

As práticas agrícolas fazem parte do planejamento da sua lavoura.

E como sempre gosto de enfatizar nos textos, sua lavoura é seu negócio, então, faça o planejamento das atividades para aumentar o seu lucro!

Então, boa gessagem!

Fontes: BiosafraBrasil, Nutrição de Safras, Sousa, Lobato, Rein, 2005 em Visão Agrícola, Demattê, 1986 em Visão Agrícola, Embrapa em Agronelli

Por: Blog AEGRO

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: