Diárias de Mercado

Frango: preço segue em queda em MG e SP

Queda de preço do frango prossegue e atinge, além de Minas, também o interior paulista

Queda de preço do frango prossegue e atinge, além de Minas, também o interior paulista

Ontem, 16, o frango vivo negociado em Minas Gerais sofreu a quarta queda de preço do mês (e dos últimos 8,5 meses), perdendo, como no dia anterior, cinco centavos de seu preço. Assim, em mercado fraco, foi comercializado por R$4,45/kg, valor 6,32% inferior ao vigente um mês atrás.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Desta vez, porém, o frango vivo mineiro não esteve sozinho. Foi acompanhado pelo produto paulista, que perdeu não cinco, mas dez (10!) centavos da cotação vigente desde 11 de novembro passado. Dessa forma, após manter-se em R$4,60/kg por 35 dias, o frango vivo negociado no interior de São Paulo encerrou o dia de ontem cotado a R$4,50/kg, valor 2,17% inferior ao de um mês atrás.

A hipótese de novas quedas não está descartada. E como isso está sendo registrado na antevéspera das festas, só resta perguntar: o que está ocorrendo?

A redução de preços enfrentada pelo frango não é fato isolado na produção animal: nos primeiros 16 dias de dezembro, o boi em pé perdeu quase 10% de seu preço, enquanto o suíno vivo vale agora perto de um quinto a menos que em 30 de dezembro. Portanto, os retrocessos enfrentados pelo frango vivo (-2,17% em São Paulo; -6,32% em Minas Gerais) soam até irrisórios.

Pode haver, no entanto, uma segunda explicação para o fraco desempenho do frango vivo neste mês. Uma explicação que, mesmo não sendo inteiramente correta, é bastante plausível. E é encontrada, justamente, na logística montada para atender o (presumivelmente alto) consumo de Festas.

Explicando, parece que nem tudo o que é produzido em novembro vai para o mercado no mesmo mês: grande parte é congelada (“estoque para as Festas”) ou, então, abatida tardiamente para ser transformada nas grandes aves natalinas. E tudo é despejado junto no mercado na primeira quinzena de dezembro.

Talvez não seja por menos que, a esta altura, o frango abatido negociado na cidade de São Paulo, também sofrendo queda de preço, retroceda ao mesmo valor registrado no início de setembro passado, ou seja, enfrenta a menor cotação dos últimos 100 dias. Como também não é por menos que novembro deve ficar caracterizado como o melhor mês do ano para o frango: significativa parcela da produção do período foi “desviada” para dezembro corrente, propiciando os bons resultados daquele mês.

Sob tais circunstâncias, pois, não há muito mais que esperar deste sofrido 2020.

Por Avisite

AGRONEWS BRASIL – Informação para quem produz

peixe br
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo