Embora venha apresentando resultados considerados sofríveis, o frango abatido deve alcançar em fevereiro corrente valor médio similar ao de janeiro passado (base: produto resfriado, comercializado no Grande Atacado da cidade de São Paulo)

Assim, completa o bimestre mantendo o mesmo comportamento registrado em sua curva sazonal de preços. Infelizmente, porém, as similaridades acabam aí.

Pela curva sazonal (neste caso, o comportamento médio mensal do produto nos últimos 18 anos, isto é, entre 2000 e 2017), o preço alcançado pelo frango abatido no mês de fevereiro não é muito diferente daquele registrado em janeiro, apresentando valorização inferior a 0,3%.

Em fevereiro de 2018, a despeito de uma redução de preços incisiva, que começou mal iniciado o período de Quaresma, o frango abatido (resultado preliminar) ainda apresenta ligeiro ganho em relação ao mês anterior – +,2%, índice inferior mas muito próximo do registrado pela curva sazonal

O que destoa totalmente da curva são os preços médios registrados até aqui. Que, historicamente, ficam pouco mais de 3% acima da média alcançada no ano anterior, mas que em 2018 permanecem visivelmente aquém desse índice.

Como em 2017 o preço médio do frango abatido ficou em pouco mais de R$3,35/kg, o produto – mantido o desempenho histórico – deveria ser comercializado neste primeiro bimestre de 2018 por algo em torno de R$3,46/R$3,47/kg.

A realidade, no entanto, é que o preço médio alcançado em janeiro e fevereiro – pouco mais de R$3,00/kg – não chegou a alcançar nem 90% da média histórica. Assim, embora o valor nominal destes últimos dois meses esteja cerca de 10% aquém do registrado em idêntico período de 2017, comparativamente à curva sazonal a defasagem supera os 13%.

Veja também  Mercado volta a elevar expectativa para inflação, mas reduz conta para dólar

Fonte: Avisite

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: