Diárias de Mercado

Frango: abatido em 2020 teve a mesma média sazonal

Frango abatido em 2020 teve o mesmo desempenho da média sazonal

Frango abatido em 2020 teve o mesmo desempenho da média sazonal

A despeito dos altos e baixos enfrentados no decorrer do ano, em 2020 o frango abatido apresentou, na média do período, o mesmo desempenho observado na média de sua curva sazonal.

A média sazonal, neste caso, está representada pelo comportamento do produto nos 20 anos decorridos entre 2000 e 2019 e tem como base a variação dos preços mensais em relação à média do ano anterior, igualada em 100.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Pois na média dessas duas décadas, o frango abatido alcançou valor 7,59% superior ao preço médio do ano anterior. E como, em 2020, o preço médio registrado – perto de R$4,58/kg – ficou 7,83% acima da média de 2019 (em valores arredondados, R$4,25/kg), a diferença em relação à média sazonal foi de apenas 0,24 ponto percentual.

Em seis dos doze meses do ano (mais exatamente, no primeiro e no terceiro trimestre), os preços registrados em 2020 praticamente se igualaram aos da curva sazonal. As grandes perdas ocorreram no segundo trimestre, período em que as medidas anti-pandemia mais afetaram o setor. E tais perdas fizeram com que a primeira metade do ano fosse encerrado com um valor mais de 6,5% inferior ao da curva sazonal.

As raças de gatos mais inteligentes do mundo

A recuperação só ocorreu no último trimestre do ano ou, sobretudo, entre outubro e novembro. Graças a ela, os preços do segundo semestre superaram em cerca de 6% os valores apontados pela curva sazonal. Mas, naturalmente, essa recuperação serviu apenas para zerar ganhos e perdas.

A conclusão que se tira desse comportamento é a de que o setor conseguiu neutralizar os efeitos negativos decorrentes das medidas adotadas para evitar maior disseminação do vírus pandêmico, com isso obtendo desempenho absolutamente idêntico ao registrado na média das últimas duas décadas.

Isso significa também, por exemplo, que se altas acentuadas ocorreram na segunda metade do ano, serviram apenas para neutralizar as fortes baixas ocorridas no primeiro semestre. Pena, somente, que o aumento nos custos de produção tenha tirado todo e qualquer significado dessa normalidade.

Por Avisite

AGRONEWS BRASIL – Informação para quem produz

ABRALEITE
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo