Do ponto de vista mercadológico, nenhum mês de um exercício é igual ao mesmo mês do exercício anterior

Mas em 2018, tanto em janeiro como em fevereiro, o mercado do frango abatido se comportou exatamente como no primeiro bimestre de 2017. Só agora as perdas vêm sendo mais incisivas.

Claro, variações existem, porém foram mínimas. Pois as altas e baixas têm sido praticamente as mesmas. Independentemente, por exemplo, de neste ano o Carnaval ter ocorrido duas semanas antes que em 2017.

Nada “fora do eixo”, portanto, não fosse o fato de, até aqui, os preços registrados ficarem, em média, 12% aquém do que foi registrado no mesmo período do ano passado. E como, um ano atrás, o bimestre inicial do período foi encerrado com um valor médio 5% menor que o do ano anterior, o desempenho atual acaba sendo o mais fraco dos últimos três anos.

No entanto, não é bem assim. Pois o valor médio deste primeiro semestre (ainda sujeito a novas reduções até o final de fevereiro, pois os preços se encontram em queda livre) está, nominalmente, aquém do que foi registrado em idêntico período do triênio 2013/2015. Ou seja: mesmo desconsiderada a inflação acumulada, é o pior resultado dos últimos seis anos.

Veja também  Em SP frango vivo tem o menor preço em mais de 1.000 dias

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: