Em respostas às audiências públicas realizadas no ano passado pelo Governo do Estado, para discussão do novo Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab), o vice-governador Carlos Fávaro  e o secretário de Infraestrutura (Sinfra), Marcelo Duarte, se reuniram com líderes do setor produtivo para elencar obras prioritárias para a região Sul. A reunião ocorreu na sede da Coopercotton em Rondonópolis (215 km distante de Cuiabá).

“As obras só serão possíveis de serem realizadas por termos apresentado à sociedade a realidade financeira do Estado, e discutido e aprovado o projeto do Fethab Regional. Agora com esta mudança, a nossa obrigação é devolver à sociedade em obras o que está sendo pago pelo Fethab”, afirma o vice-governador sobre o novo fundo, que começou a arrecadar recursos em julho deste ano.

Entre a série de audiências publicas realizas em todas as regiões do Estado, ele lembra que a de Rondonópolis ocorreu em 2 de outubro de 2015, na sede da Associação dos Produtores de Sementes de Mato Grosso (Aprosmat) com a presença do governador Pedro Taques.

Na ocasião, Fávaro também agradeceu o apoio e a confiança das lideranças de Rondonópolis no projeto do Fethab Regional, e reiterou que esta será uma forma mais justa de beneficiar os que pagam o imposto, e pavimentar rodovias importantes que escoam a maior safra agrícola do Brasil.

Segundo Duarte, o Governo concentra esforços para que os projetos sejam feitos ainda em 2016. O deputado estadual Ninhinho, que também acompanhou a reunião e ajudou no direcionamento das obras prioritárias por conhecer a região disse: “Quero deixar nossos agradecimentos ao Governo em nome do vice-governador e do secretário Marcelo por atenderem essa região”.

Conforme dados da Secretaria de Infraestrutura, já foram repassados, referentes ao recursos do Fethab para Rondonópolis pelo governo nos últimos 18 meses, o total de R$ 5,5 milhões. Destes, R$ 3,8 milhões em 2015, e R$ 1,7 milhões até julho de 2016.

Veja também  Cuiabá, a capital do agronegócio brasileiro

A pavimentação do trecho 18,5 km que vai do entroncamento da BR-163 e segue pela MT-471 (sete placas), até entrada da MT 140, estão entre as obras necessárias. Além de mais 20 km até assentamento Carimã, que já tem 2 km asfaltados. Outro pedido da região é o asfaltamento de 15 km da MT-382, que liga o Parque de Exposições de Rondonópolis ao Distrito de Três Pontes, além da MT-383 que liga o Parque ao Distrito Naboreiro (15 km) e a continuidade da rodovia do peixe até a comunidade Miau (10km).

O trecho de 25 km da MT-471, conhecida como a rodovia do Peixe, passando pela Gleba União, até chegar à BR-163 também foi pautada. Além disso, a reconstrução das pontes da Avenida W11, sobre o Rio Vermelho, e das pontes de acesso à ponte do São Lourenço – baía de São João, foram citadas.

Segundo o secretário Duarte, o Estado busca complementar os planos de pavimentação por meio de uma operação de crédito. Desde o ano passado o Governo mantém contato com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para somar esforços e acrescentar planos ao Fethab Regional.

“Iremos assinar ainda este semestre uma carta consulta de mais de meio bilhão de dólares, pra realmente fazer obras em todo o canto do Estado, e principalmente nos eixos estruturantes que precisam ser feitos ainda”, explica Duarte.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.