Em abril passado, as exportações brasileiras de ovos férteis destinados à produção de pintos de corte superou recorde que permanecia imbatível desde outubro de 2011, ocasião em que os embarques do mês ficaram próximos dos 23,4 milhões de unidades

Pois agora, o volume exportado ultrapassou ligeiramente a casa dos 24 milhões de unidades – perto de 67 mil caixas de 30 dúzias e o correspondente a, aproximadamente, 20 milhões de pintos de corte.

Quem fez a maior diferença no volume embarcado – cerca de 20% e 55% superior aos registrados em março de 2018 e em abril de 2017 – foi o México, para onde foi destinado perto de um terço (32,67%) do total exportado no mês. Um ano atrás, no mesmo mês, o mercado mexicano absorvia apenas 10% das exportações brasileiras de ovos férteis.

Em função desse desempenho, o primeiro quadrimestre de 2018 foi encerrado com embarques próximos de 74 milhões de unidades, volume que representa aumento de mais de 40% em relação aos mesmos quatro meses de 2017.

Já o acumulado nos 12 meses encerrados em abril passado supera os 190 milhões de unidades, apresentando aumento de 37% sobre idêntico período anterior.

Veja também  Café: Indicador do arábica recua quase 10 reais por saca em um dia

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: