Os embarques de carne de frango in natura fecharam a primeira quinzena de julho – ou os 10 primeiros dos 21 dias úteis do mês – com a melhor média diária dos últimos 13 meses: 17.473 toneladas/dia, volume que representa aumentos de 6,8% e 14,1% sobre as médias diárias registradas, respectivamente, no mês anterior e no mesmo mês de 2016

 

Esses aumentos, porém, tiveram seu preço. Ou melhor: um menor preço. Pois o valor médio até agora registrado – US$1.568,40 por tonelada exportada – representa queda de quase 4% sobre junho passado e de mais de 1% sobre julho de 2016. Corresponde, também, ao menor preço médio de 2017.

Projetado para a totalidade do mês, o atual volume sinaliza embarques totais próximos de 367 mil toneladas – 6,8% e 14,1% a mais que em junho último e em julho de 2016 (mesmo índice de aumento observado nos embarques médios diários, porque os três meses têm idêntico número de dias úteis – 21).

Já a receita cambial, estimada por ora em US$575,5 milhões, tende a índices de expansão menores, devido à retração no preço médio. Assim, se alcançado, esse valor significará aumentos de 2,6% e 12,7% sobre, respectivamente, junho passado e julho de 2016. Mesmo assim, será o melhor resultado cambial dos últimos 12 meses.

Veja também  Prazo para registro veterinário de granja de aves termina dia 3 de março

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: