Mercado Financeiro

Desempenho do frango, boi e suíno no primeiro semestre de 2019

Um fato, em especial, foi destaque no mercado de animais vivos em junho corrente: pela primeira vez na história, o preço médio do suíno ultrapassou, na média do mês, a marca dos R$100,00 por arroba

Não era sem tempo, pois o máximo anterior até 2018 – R$95,76/arroba – foi registrado em fevereiro de 2017, ou seja, há mais de dois anos.

Determinada pela demanda externa surgida em conseqüência do surto de peste suína africana que afeta particularmente a China, a valorização do suíno tende a alcançar, também, o frango vivo e o boi em pé. Mas essa possibilidade permanece, por ora, no campo das expectativas.

Em outras palavras, frango e boi estão fechando junho de 2019 com ligeiro recuo de preço. De menos de 1% o boi; mas de quase 5% o frango. De toda forma, o frango vivo obtém no semestre valorização de quase 30% em relação ao mesmo período de 2018, enquanto a valorização do boi não chega a 8%. Já o suíno completa o semestre com ganho muito similar ao do frango: +28,23%.

Esses desempenhos, porém, sofrem sensível alteração quando a base de comparação é o primeiro semestre de 2017. E a principal constatação é a de que o preço médio do suíno neste ano ficou menos de 1% acima da alcançada dois anos atrás. E como o ganho do boi está próximo de 10%, o melhor resultado recai sobre o frango, cujo preço atual está 26% acima do registrado no primeiro semestre de 2017.

Note-se, no entanto, que essa vantagem é apenas aparente. Pois, no mesmo período, as duas principais matérias-primas do frango – milho e farelo de soja – acumulam variação de preço muito similar – de 24,67% e 22,05%, respectivamente.

Desempenho do frango, boi e suíno no primeiro semestre de 2019 1

Fonte: Avisite

Etiquetas
Continuar lendo

Comente esta matéria

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar