Mercado Financeiro

Desempenho de exportação das carnes na 1ª semana de julho

Os dados iniciais da SECEX/ME relativos às exportações das três principais carnes na primeira semana de julho corrente não são muito diferentes dos que vêm sendo registrados em semanas ou meses anteriores. Ou seja: os embarques de carne de frango continuam em decréscimo; os de carne bovina seguem num lento mas contínuo crescimento; e os de carne suína apresentam expansão que se pode considerar explosiva.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Pelo menos são assim os resultados obtidos nos três primeiros dias úteis deste mês: o volume de carne suína embarcado aumentou pela, média diária, 87%. E como o mês tem, também, 23 dias úteis como julho de 2019, esse mesmo índice se aplica aos embarques totais do mês – ora sinalizando chegar às 115 mil toneladas, quase 85% do volume total previsto para a carne bovina.

Quanto a esta última, registrou, na primeira semana de julho, embarques diários muito próximos das 6 mil toneladas, volume 2% superior à média diária de um ano atrás. Esse índice mantido nos restantes 20 dias úteis do mês, o total embarcado girará em torno das 136 mil toneladas.

Já a exportação da carne de frango segue com resultado negativo, registrando por ora queda de 1,5% em relação a julho de 2019, o que significa embarcar no mês pouco mais de 366 mil toneladas de produto in natura.

Notar, de toda forma, que esse resultado, se alcançado, não significará decréscimo nos embarques mensais, pois se encontra mais de 10% acima da média exportada no primeiro semestre de 2020.

Por Avisite

AGRONEWS BRASIL – Informação para quem produz

Leia também: https://agronewsbrasil.com.br/voce-sabia-que-a-partir-dos-40-anos-nos-tornamos-mais-sabios/

peixe br
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo