Essa iniciativa apresenta uma novidade para a Empaer, que tem como público alvo pequenos produtores rurais

A Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) assinou convênio com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) no valor de R$ 800 mil para atender 412 médios produtores que atuam na área de bovinocultura de corte e leite em 18 municípios do estado, por um período de dois anos.

Essa iniciativa apresenta uma novidade para a Empaer, que tem como público alvo pequenos produtores rurais, com uma média de atendimento de 40 mil agricultores familiares por ano entre mulheres rurais, indígenas, quilombolas e jovens rurais.

O chefe da Divisão de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) do Mapa, Jailson Lopes, falou que o Ministério quer estabelecer uma política para o médio produtor e destacou que já foram assinados 17 convênios com empresas de Ater. O programa tem como objetivo apoiar e promover o desenvolvimento sustentável e o fortalecimento das unidades produtivas dos médios produtores rurais, com a prestação de um serviço de assistência técnica qualificado e a capacitação desses produtores.

Lopes explica que nesse primeiro momento os técnicos da Empaer estão recebendo capacitação para utilizar a Ferramenta de Diagnóstico e Monitoramento do convênio. A pesquisadora do Grupo de Políticas Públicas, ligado à Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (Esalq), Marcela Araújo, comentou que o atendimento será realizado ao médio produtor que possui até 4 módulos fiscais, além de renda anual de R$ 360 mil e de 4 a acima de 15 módulos fiscais uma renda de R$ 1,760 milhão.

O Mapa viabilizou ações de levantamento de dados em parceria com as entidades estaduais de Ater, com o objetivo de identificar, mapear e qualificar a demanda de assistência técnica e extensão rural do médio produtor rural. A finalidade é viabilizar o acesso às novas tecnologias, adequando ambientalmente suas unidades produtivas e buscando o aumento da produção e da produtividade e a geração de empregos e de renda.

A gerente de Projetos da Empaer, Denise Ávila Gutteres, informou que o recurso do convênio já está na conta da empresa e que as atividades serão iniciadas na região de Barra do Garças com o cadastramento dos médios produtores. Conforme Denise, os técnicos da Empaer vão atender um público que não é beneficiário do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). No total, cerca de 30 técnicos serão capacitados e atualizados sobre a cadeia produtiva da bovinocultura de leite e de corte.

Nesta segunda-feira, 12 técnicos foram capacitados para serem multiplicadores, levando aos demais técnicos a utilização da Ferramenta de Diagnóstico e Monitoramento do convênio.

Fonte: Acrimat

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: