Mundo Animal

Conheça a raça Dogue Alemão, famoso “cachorro gigante”

Carinhoso e super companheiro – esse cachorro de altura um tanto peculiar é amável e adora estar em família!

Quem vê o Dogue Alemão pela primeira vez fica impressionado com o porte nada comum. Mas o que ele tem altura, tem de companheirismo. Trata-se de um cão que tem muito bom humor e se apega facilmente à família.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

O apreço pela presença constante do tutor é bastante perceptível. Portanto, quem pensa em adotar esse peludo, precisa dedicar tempo, pois ele sempre vai querer muita atenção. Além de dócil e de fácil trato, é um animal corajoso e autoconfiante. Não é à toa que seja tão popular!

Condição física

Cheio de energia, o Dogue Alemão exige muitas atividades diárias para manter a saúde sempre em ótimo estado. Portanto, os exercícios físicos são fundamentais. Caminhadas de duas a três vezes por dia, com percursos de pelo menos 2 km, fazem toda a diferença.

Toda essa disposição talvez possa assustar futuros tutores. Contudo, esse cachorro tem a natureza bastante calma e gentil, o que faz com que as atividades se tornem tarefas mais tranquilas de serem feitas.

  • Expectativa de Vida – 10 anos;
  • Média de Altura – 50 cm;
  • Média de Peso – 30 kg;
  • Nível de Fofura – Alto

Quem pensa em ter um colega canino dócil e amável, com certeza esse cão é uma opção perfeita. Ele é muito carinhoso e adora estar acompanhado pelo tutor e pela família.

Trata-se de um cachorro extrovertido e nada agressivo. Pode ser reservado com desconhecidos, mas acaba sendo conquistado sem muito esforço. Portanto, não serve como cão de guarda, mesmo sendo corajoso e cheio de autoconfiança.

Características físicas

Por ser tão grande, o Dogue Alemão possui atributos físicos bem robustos. Trata-se de um cão super resistente e musculoso que possui o corpo longo, com a silhueta bem delineada e proporcional. As pernas são compridas e fortes, assim como as patas.

Com a cabeça sempre bem expressiva, ele tem orelhas caídas quando não está em estado de alerta. Os olhos são ovais e com tonalidade escura. No focinho, os lábios grossos são bastante aparentes.

Curiosidade

Segundo o Guinness World Records, o detentor do título de cachorro mais alto pertencia a Zeus, que media 111,8 cm da pata aos ombros.

Infelizmente, ele faleceu em 2014, com cinco anos de idade, em Otsego, nos Estados Unidos.

Muita gente nunca reparou na raça do “Scooby-Doo”, mas saiba que ele é um Dogue Alemão. O cão falante e medroso, mascote de um grupo de jovens metidos a detetives, é um dos personagens mais amados da televisão.

É um eterno bebezão. O cachorro dessa raça tem uma auto-percepção bem distinta de sua aparência real. Ele possui comportamentos de bichinhos menores, como querer pular no colo — mesmo que não tenha o tamanho para isso.

Personalidade

Quem pensa em ter um colega canino dócil e amável, com certeza esse cão é uma opção perfeita. Ele é muito carinhoso e adora estar acompanhado pelo tutor e pela família.

Trata-se de um cachorro extrovertido e nada agressivo. Pode ser reservado com desconhecidos, mas acaba sendo conquistado sem muito esforço. Portanto, não serve como cão de guarda, mesmo sendo corajoso e cheio de autoconfiança.

Como já foi dito, o Dogue Alemão é um cão mais sensível emocionalmente. Isso significa que o adestramento deve ser feito com muita paciência e doçura. Lembrando que o processo de treinamento deve começar ainda na infância.

Convivência

Ele se adapta muito bem a famílias com crianças. No entanto, é importante que a interação desse gigante com os pequenos sempre seja supervisionada, já que ele não percebe o próprio tamanho em relação aos humanos.

A convivência com outros animais de estimação também pode ser bem tranquila. Contudo, é importante que essa amizade seja incentivada desde filhote, e que haja muito cuidado em relação ao porte dele com os pets menores.

Por ser tão calmo, ele também é um tanto silencioso e só costuma latir em situações específicas, como em brincadeiras ou momentos de alegria intensa.

Cuidados com a saúde do Dogue Alemão

Em geral, a raça é bastante saudável e resistente, por isso, não demanda grandes preocupações nesse sentido, principalmente se manter uma rotina adequada de exercícios físicos, alimentação balanceada e, claro, muito amor e carinho.

Mas, como qualquer outro cão, os Dogues estão sujeitos a alguns problemas genéticos de saúde. Complicações no quadril, como má formação e dores, podem acontecer e se agravarem com o tempo. Adversidades no estômago, nos ossos e ganho excessivo de peso também podem ocorrer. Em todo caso, o ideal é manter as consultas com o veterinário sempre em dia.

Fonte: Petz

AGRONEWS BRASIL – Informação para quem produz

ABRALEITE
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo