Conheça o processo necessário para gerar essa energia limpa

Você já ouviu de falar de bioeletricidade? Ela é um recurso renovável, de menor impacto ambiental, com risco e prazo de execução menor, maior facilidade em estimar a energia a ser gerada, além de diversificar, mais ainda, a matriz energética nacional. Quer saber como ela é produzida?
O procedimento é divido em uma série de etapas, começando pelo acúmulo da palha gerada após a colheita mecanizada, e sua exposição para secagem por um período aproximado de dez dias. Quando o material estiver com cerca de 10% de umidade, é feito o aleiramento, que reúne a palha em linhas (leiras). Em média, há cerca de 150 quilos de palha seca para cada tonelada de cana colhida, o que totaliza, aproximadamente, 15 toneladas de palha por hectare ao ano, dos quais são retirados do campo de 50% a 60%, de acordo com as condições de clima e solo no local.
Após o acúmulo da palha em leiras, uma enfardadora passa recolhendo o material e fazendo os fardos. Chamados de gigantes, cada um tem cerca de 2,40 metros de comprimento e 450 quilos. Por último, a carreta recolhedora de fardos recolhe o material e o leva para o ponto de carregamento, de onde seguem para a usina.
O Prêmio Inovação e Tecnologia Biomassa Brasil
O evento anual tem como objetivo incentivar ações inovadoras do mercado para que a geração de energia por biomassa aumente cada vez mais sua participação na matriz energética nacional. E o sistema de Biomassa da New Holland recebeu o 3º Prêmio Inovação e Tecnologia Biomassa Brasil, na categoria empresas de destaque.
Fonte: AI

Veja também  Especialistas comentam polêmica queda do consumo de feijão no Brasil

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.