Notícias

CNA e Famasul discutem medidas para modernizar sistema de defesa agropecuário

A Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS junto com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) debateu medidas para modernizar o sistema de defesa agropecuário brasileiro a partir do modelo desenvolvido no estado do Paraná

A reunião de trabalho aconteceu na sede da Faep, em Curitiba, nessa segunda-feira (22).

“Viemos conhecer e aprender com o estado do Paraná, que tem realizado há mais de 15 anos ações com base em parceiras público-privadas que permitiram que hoje sua vigilância e fiscalização sanitária sejam referências no Brasil”, afirmou Mauricio Saito, presidente da Famasul e coordenador do Grupo de Trabalho de Sanidade Animal da Confederação.

Outro assunto tratado durante as reuniões foi o controle da brucelose e tuberculose no estado, que tem índices de prevalência das enfermidades abaixo da média nacional, e o Plano Nacional de Erradicação da Febre Aftosa do Mapa, que tem como objetivo principal conquistar o status sanitário do Brasil para livre de febre aftosa sem vacinação.

“Nós temos um prazo para suspender a vacinação em 2021, independentemente do bloco. Ou seja, até lá, obrigatoriamente os estados têm que se ajustar ao Plano e um dos requisitos para que haja essa evolução é a criação de um fundo público e um fundo privado. Por isso viemos buscar conhecimento do modelo que o Paraná tem consolidado há bastante tempo,” frisou Saito.

Também participaram da reunião o presidente da Faep, Ágide Meneguette; o diretor-presidente da Iagro, Daniel Ingold; o diretor-presidente da Adapar, Otamir Cesar Martins e representantes da agencia; o superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso do Sul (Senar/MS), Lucas Galvan; a diretora técnica da Famasul, Mariana Urt, além do superintendente técnico da CNA, Bruno Lucchi; a coordenadora de produção animal da entidade, Lilian Figueiredo; o presidente da Comissão Técnica de Bovinocultura de Leite da Faep, Ronei Volpi; o consultor Antônio Poloni e representantes da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar).

Por: Famasul Com Informações da Assessoria de Comunicação CNA

Etiquetas
Continuar lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar