Completada a primeira metade do mês (ou, em termos de exportação, nove dos 19 dias úteis de setembro), as exportações brasileiras de carne de frango in natura apontam desempenho melhor que o inicialmente projetado.

Normalmente, os resultados da segunda semana do mês e das semanas subsequentes caem em relação à primeira semana. Mas desta vez – surpresa! – os números da SECEX/MDIC para o período de 9 a 15 de setembro (cinco dias úteis) superaram ligeiramente os resultados da semana anterior e, pela primeira vez na história das exportações de carne de frango, ultrapassaram a marca das 20 mil toneladas diárias. 

Em suma, pois, foram embarcadas na segunda semana de setembro mais de 100 mil toneladas de carne de frango in natura, volume inédito para uma semana corrida, com cinco dias úteis. E esse volume, somado às quase 80 mil toneladas registradas nos quatro primeiros dias do mês, faz com que a primeira quinzena de setembro tenha sido encerrada com mais de 180 mil toneladas embarcadas.

Mantida a mesma média diária, outras 200 mil toneladas irão se somar ao que já foi embarcado. Assim, os embarques do nono mês do ano podem chegar às 380 mil toneladas, ultrapassando em 4% e 8% o que foi exportado em agosto passado e em setembro de 2017. 

O único senão dessa história permanece no preço médio do produto, inferior ao que foi registrado em agosto último (meio por cento a menos) e em setembro do ano passado (-3,72%). Mas isso é típico daqueles momentos em que a moeda americana experimenta forte valorização. 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: