Mercado Financeiro

Carne de frango: melhor maio de todos os tempos na exportação

Confirmando, praticamente, o que vinha sendo projetado no decorrer do mês a partir dos levantamentos semanais, em maio passado as exportações brasileiras de carne de frango in natura somaram 372.502 toneladas, o maior volume da história já exportado em um mês de maio. O resultado alcançado representou aumentos de 16% e 4% sobre, respectivamente, o mês anterior e o mesmo mês de 2019

Mas, como vem ocorrendo desde fevereiro passado, o preço médio alcançado pelo produto continuou retrocedendo, agora de forma mais aguda. O valor registrado de US$1.340,21 por tonelada correspondeu a quedas de quase 10% sobre o mês anterior e de, praticamente, 21% sobre maio de 2019. Esse foi, também, o menor preço médio registrado na corrente década.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Yoututbe

Projetava-se, a partir dos dados semanais, que a receita cambial do produto no mês voltasse a ultrapassar os US$500 milhões. Mas, com o forte retrocesso dos preços, o resultado final ficou ligeiramente aquém do esperado: somou US$499,230 milhões, o que significou aumento de cerca de 5% sobre abril passado, mas ficou quase US$100 milhões abaixo do registrado em maio de 2019 (queda de 16,20%).

Agora, em cinco meses, as exportações brasileiras de carne de frango in natura se encontram próximas de 1,650 milhão de toneladas, apresentando expansão de quase 5,5% sobre idêntico período de 2019. Mas como o preço médio registrado no período recuou perto de 7%, a receita cambial acumulada no ano voltou a apresentar queda. Assim, embora não muito distante dos US$2,5 bilhões, se encontra 1,69% aquém do acumulado nos mesmos cinco meses de 2019.

Por Avisite

AGRONEWS BRASIL – Informação para quem produz

Leia também: https://agronewsbrasil.com.br/desafio-do-leite-william-bonner-e-desafiado-a-participar-deste-movimento/

peixe br
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo