Diárias de Mercado

Café: na Bolsa de Nova York, cotações seguem em alta nesta 6ª feira

Após encerrar a sessão do dia anterior com altas de até 265 pontos na Bolsa de Nova York (ICE Future US), as cotações futuras do café arábica começou a sexta-feira (1) com quedas técnicas

Por volta das 8h30 (horário de Brasília) o contrato com vencimento em dezembro/19 registrava queda de 70 pontos e era negociado a 101,25 cents/lbp, março/20 registrava queda de 60 pontos, sendo negociado 104,85 cents/lbp. Maio/20 tinha baixa de 60 pontos, sendo negociado a 106,95 cents/lbp e julho/20 registrava queda de 55 pontos e era negociado a 108,95 cents/lbp.

Apesar dos números expressivos registrados na quinta-feira (30), o analista de mercado Eduardo Carvalhaes, do Escritório Carvalhaes, acredita que não há um motivo específico para as altas, mas destaca que o cefeicultor brasileiro está resistindo em vender nos preços atuais do mercado.

“Não tem uma razão principal. Existe de um lado uma resistência muito grande do cafeicultor brasileiro em vender nas bases atuais. Primeiro, porque a safra é de ciclo baixo e os preços são considerados muito ruins”, afirma. Segundo o analista, há no mercado a sensação de que até os cafeicultores mais eficientes e mecanizados não estão vendo retorno com os valores praticados pelo mercado.

Por Virgínia Alves/ Notícias Agrícolas

Etiquetas
Continuar lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar