Diárias de Mercado

Café: cotações na Bolsa de Nova York seguem em queda nesta 4ª

O mercado futuro do café arábica seguia com quedas na Bolsa de Nova York (ICE Future US) na tarde desta quarta-feira (30)

Por volta de 12h06 (horário de Brasília) o contrato com vencimento dezembro/19 tinha queda de 105 pontos e era negociado a 97,90 cents/lbp, março/20 registrava recuo de 105 pontos, sendo negociado a 101,45 cents/lbp. Maio/20 era negociado a 103,50 cents/lbp, registrando baixa de 120 pontos e julho/20 negociado a 105,45 cents/lbp, com queda de 140 pontos.

O mercado iniciou as negociações desta quarta-feira com leves altas, mas recuou ao longo da manhã e vem acompanhando as questões o cambiais. No início da tarde o dólar valorizava 0,42% e estava sendo cotado a R$ 4,02. Apesar do cenário atual, o analista de mercado Jack Scoville projeta fatores altistas para o mercado.

“As previsões para o resto da semana pedem clima mais quente e seco no Brasil. As áreas de café estão com pouca chuva, embora tenha havido algumas chuvas oportunas para iniciar a floração e dar aos produtores esperanças de boas colheitas”, disse.

Segundo o analista, o mercado pode permanecer apertado até que os frutos se formem e seja possível fazer uma estimativa de produção. “Cooperativas e outros relatam menos ofertas no Brasil no momento e alguns parecem ter vendido todos os suprimentos de safras antigas”, afirmou o analista.

No Brasil, na terça-feira (29), o mercado acompanhou o exterior e também registrou pequenas variações. O tipo 6 duro teve a maior variação registrada em 3,66% e estabeleceu o valor de R$ 425,00. Guaxupé/MG teve queda de 1,15% e foi cotado a R$ 429,00. No Espírito Santo a alta foi de 4,76% e o valor final foi estabelecido por R$ 440,00.

Por Virgínia Alves/ Notícias Agrícolas

Etiquetas
Continuar lendo

Comente esta matéria

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar