Em reação técnica, as cotações futuras do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) operam com leve alta nesta manhã de quinta-feira (8)

O mercado externo do grão se recupera de parte das perdas da véspera, mas operadores no terminal externo seguem atentos com a safra do Brasil e o câmbio também tem contribuído para a pressão nos preços.

Por volta das 09h24 (horário de Brasília), o contrato março/18 estava cotado a 119,30 cents/lb com queda de 65 pontos – fechamento anterior, o maio/18 subia 10 pontos, a 120,85 cents/lb. Já o vencimento julho/18 trabalhava com avanço de 10 pontos, a 123,05 cents/lb, e o setembro/18 tinha valorização de 5 pontos, cotado a 125,25 cents/lb.

O mercado tem oscilado mais nos últimos dias com base em indicadores técnicos. No entanto, o câmbio e informações sobre o desenvolvimento da safra 2018/19 do Brasil também impactaram os preços recentemente. “Nova Iorque estão acompanhando o bom tempo sendo relatado no Brasil e espera outra grande safra”, disse o analista da Price Futures Group, Jack Scoville.

No Brasil, no último fechamento, o tipo 6 duro era negociado a R$ 430,00 a saca de 60 kg em Espírito Santo do Pinhal (SP), em Guaxupé (MG) os preços estavam cotados a R$ 443,00 a saca e em Poços de Caldas (MG) estavam valendo R$ 444,00 a saca.

Por Jonathas Simão

Fonte: Notícias Agrícolas

Veja também  Café: Ritmo de negociação se enfraquece neste início de mês

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: