Os contratos futuros do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) operam com leve alta nesta manhã de segunda-feira (18) e estendem os ganhos registrados nas últimas sessões

Os principais vencimentos chegaram a US$ 1,40 por libra-peso. O mercado segue preocupado com as condições climáticas no Brasil, que podem impactar fortemente a produção da safra 2018/19 do país.

Por volta das 09h00 (horário de Brasília), o contrato setembro/17 estava cotado a 140,00 cents/lb com alta de 415 pontos – fechamento da sessão anterior, o dezembro/17 subia 90 pontos, a 142,30 cents/lb. O contrato março/18 operava com avanço de 80 pontos e estava sendo negociado a 145,65 cents/lb e o maio/18 também tinha alta de 80 pontos, cotado a 147,90 cents/lb.

“Parece que a safra perfeita já está fora da mesa”, acrescentou em relatório a analista Judith Ganes-Chase, da J Ganes Consulting, registrando que há um “déficit de umidade notável” no país.

O CNC (Conselho Nacional do Café) também ressaltou em relatório as condições climáticas no Brasil. “As previsões meteorológicas são preocupantes, indicando a continuidade de tempo seco, ensolarado e quente na maioria do cinturão cafeeiro”.

No Brasil, por volta das 09h00, o tipo 6 duro era negociado a R$ 465,00 a saca de 60 kg em Espírito Santo do Pinhal (SP) – estável, em Guaxupé (MG) os preços também seguiam estáveis a R$ 475,00 a saca e em Poços de Caldas (MG) estavam sendo cotados a R$ 458,00 a saca. Poucos negócios são vistos nas praças de comercialização do país mesmo com o avanço dos preços nos últimos dias.

Fonte: Notícias Agrícolas

Veja também  Café: Bolsa de NY inicia sessão desta 2ª feira com leve alta após fortes baixas na semana passada

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: