As cotações futuras do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) operam com baixa próxima de 100 pontos nesta manhã de terça-feira (28)

O mercado realiza ajustes técnicos após quatro pregões seguidos de valorização e operadores seguem acompanhando as informações sobre o clima no cinturão produtivo do Brasil, maior produtor e exportador da commodity no mundo.

Por volta das 09h10 (horário de Brasília), o contrato dezembro/17 estava cotado a 125,55 cents/lb com alta de 75 pontos – fechamento anterior, o março/18 registrava 127,10 cents/lb com 110 pontos de baixa. Já o maio/18 anotava 129,30 cents/lb com recuo de 115 pontos e o julho/18 operava cotado a 131,60 cents/lb com desvalorização de 115 pontos.

Os operadores no terminal externo do café arábica acompanham atentamente as informações sobre o abastecimento na safra 2017/18, inclusive com divulgações recentes apontando para um déficit no próximo ano. Além disso, a atuação dos fundos também deu suporte aos preços nas últimas sessões. Agora, ajustes são vistos. Ainda assim, do lado negativo, seguem as chuvas no cinturão produtivo do Brasil.

No Brasil, por volta das 09h10, o tipo 6 duro era negociado a R$ 455,00 a saca de 60 kg em Espírito Santo do Pinhal (SP) – estável, em Guaxupé (MG) os preços também seguiam estáveis a R$ 450,00 a saca e em Poços de Caldas (MG) estavam sendo cotados a R$ 448,00 a saca. Os negócios no mercado brasileiro melhoraram nos últimos dias, mas principalmente, com os tipos mais fracos.

Fonte: Notícias Agrícolas

Veja também  Ovos: Mercado tem recuperação na semana

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: